Atleti x Arsenal: o jogo da temporada para os Gunners

Getty Images
Getty Images

Arsenal vai precisar usar a cabeça se quiser chegar à final


Nesta quinta-feira (3), às 16h05, Arsène Wenger pode fazer o seu último jogo por uma competição europeia à frente do Arsenal. O duelo contra o Atlético de Madrid, pela segunda partida da semifinal da Europa League, significa simplesmente tudo para time e técnico nesta temporada.


Ou conquistamos uma classificação fantástica e possibilitamos, ao maior treinador da história do clube, uma chance de dar um título inédito à torcida antes de deixar o cargo; ou morremos na praia, mais uma vez, e amargando a pior das temporadas desde 1995.


O jogo é tudo ou nada. Literalmente.


Para chegar à final, o Arsenal precisa vencer ou, ao menos, empatar com gols. Outro 1 a 1 leva o jogo para a prorrogação. De 2 a 2 em diante conseguimos a vaga direta.


Mas, o problema maior está do outro lado: o Atlético de Madrid.


Em seu estádio, o belíssimo Wanda Metropolitano, o time de Diego Simeone sofreu apenas quatro gols nas últimas 17 partidas disputadas em La Liga. Trata-se de uma equipe muito forte defensivamente.


E nem precisaríamos dos números para perceber. Na semana passada, martelamos de cá, de lá, por cima, por baixo e conseguimos um mísero gol. Além dos defensores serem muito eficazes, o goleiro, Oblak, como sabemos e presenciamos, pega tudo.


Além do mais, temos apenas duas vitórias fora de casa no ano. Ambas pela Europa League, quando superamos o Östersunds e o Milan.


Não será nada fácil.


A classificação e um eventual título significará muito para o futuro do Arsenal sem Wenger. Além de um importante troféu, vencer a UEL nos daria a vaga para a UEFA Champions League. Estar na próxima competição europeia ajudará muito a definir o próximo técnico e a atrair bons jogadores para este novo período que o clube enfrentará.


MKHITARYAN DISPONÍVEL - Wenger terá à disposição o armênio Mkhitaryan, que estava fora do jogo de ida - e fez muita falta.


O camisa 7 se recuperou de uma lesão no ligamento do joelho e atuou em 75 minutos na derrota do fim de semana para o Manchester United.


No entanto, após o jogo, o técnico revelou que o atleta sofreu uma pancada no mesmo joelho, mas já voltou a treinar normalmente é deverá ser opção ao menos no banco de reservas.


Em coletiva, Wenger também falou sobre a posição no gol e confirmou Ospina como titular.