Atleti quebra sequência histórica do Eibar

Divulgação/Atlético de Madrid
Divulgação/Atlético de Madrid

Kevin Gameiro marcou seu oitavo gol na temporada, no último jogo do Atlético de Madrid pelo primeiro turno do Campeonato Espanhol, contra o Eibar


O primeiro turno do Campeonato Espanhol chegou ao fim para o Atlético de Madrid e o balanço é bastante positivo. Aproveitamento de 75% no novo estádio Wanda Metropolitano, onde a equipe de Diego Simeone ainda não perdeu nenhuma partida pela liga. Foram oito jogos até aqui, com cinco vitórias e três empates, sendo dois deles nos clássicos contra Barcelona e Real Madrid - 1 a 1 e 0 a 0, respectivamente.


Ao todo, o aproveitamento colchonero é semelhante ao conquistado dentro de seus domínios: 73,6%. Regular, a equipe soma 42 pontos na tabela, seis abaixo do Barcelona - pode aumentar para nove neste domingo -, dois acima do Valencia e incríveis dez de vantagem para o Real Madrid, só que com um jogo a mais.


Por pouco, o Atleti não fez história, terminando invicto a primeira metade do torneio. Não fosse um gol sofrido nos minutos derradeiros contra o Espanyol, em Barcelona, no último compromisso do ano passado, a equipe não teria sentido o sabor da derrota na atual Liga das Estrelas.


De qualquer forma, a equipe tem apenas um resultado negativo nos últimos 23 jogos pelo campeonato, contando também a temporada passada. Desempenho impressionante! Só não é mais impressionante do que o retrospecto que trazia o adversário colchonero deste fim de semana. Dentre as cinco principais ligas da Europa, ninguém havia ganho mais pontos nas últimas sete partidas do que o modesto Eibar. 


Nem o Barcelona de Ernesto Valverde, nem o Real Madrid de Zinedine Zidane, nem o PSG de Unai Emery, nem o Bayern de Jupp Heynckes e nem o Napoli de Mauricio Sarri. Neste intervalo específico, apenas gigantes como o Manchester City de Pep Guardiola e a Juventus de Massimiliano Allegri foram capazes de somar tantos pontos em seus respectivos campeonatos domésticos quanto a pequena equipe basca comandada pelo técnico José Luis Mendilibar. 


Entre a segunda quinzena de novembro de 2017 e as primeiras duas semanas de janeiro de 2018, o Eibar conquistou nada menos do que 19 pontos de 21 possíveis. Desempenho extraordinário dentro de um considerável espaço de dois meses. 


No dia 20 de novembro, data do começo desta incrível sequência, o Eibar amargava míseros oito pontos, afundado na zona de rebaixamento. Hoje, a equipe acumula 27 pontos, está em sétimo lugar, brigando por competição europeia. O aproveitamento saltou de 24% para 79% - era de 90% antes do duelo contra o Atlético de Madrid. Neste momento, apenas cinco pontos separam o Eibar do Real Madrid, por exemplo. 


O Eibar deixou para trás o pior início de sua história na primeira divisão espanhola e emplacou uma série inédita de resultados positivos. O momento do Eibar só não é mais feliz porque recebeu a incoveniente visita do Atlético de Madrid ao Estádio Municipal de Ipurúa, neste último sábado. Mesmo sem Diego Costa, expulso na última rodada, Kevin Gameiro deu conta do recado e marcou o gol da sofrida e apertada vitória por 1 a 0.


Segundo turno, aqui vamos nós!