Atlético de Madrid, o rolo compressor da Liga Europa

 

Com a vitória por 2 a 0 sobre o Sporting, o Atlético de Madrid não só deu um enorme passo rumo às semifinais da Europa League, como também deu sequência a uma campanha irretocável na atual edição da competição: cinco jogos, cinco vitórias, 15 gols marcados e apenas dois sofridos.


Mais do que isso, a equipe colchonera chegou a sua 32a. vitória em 46 jogos pelo torneio nesta década, marca que confere aproveitamento de 69%. Com Diego Simeone no comando, o índice é ainda mais espetacular: 86% - 19 vitórias em 22 partidas. Nem o Sevilla tricampeão entre 2014 e 2016 tem números tão altos como estes.


Não há competição no mundo em que o Atlético se sinta mais à vontade do que a Europa League, assim como não há equipe no mundo que atropele tantos adversários em uma mesma competição dentro de um período específico de tempo.  


Getty Images
Getty Images

Com pressão na saída de bola, Koke aproveitou bobeada da defesa do Sporting e colocou o Atlético de Madrid em vantagem com menos de um minuto de jogo


Além do Atlético, Arsenal, Lazio e RB Leipzig também carregam boas vantagens para os jogos de volta, o que não surpreende nenhum pouco, já que são os times das quatro ligas europeias mais ricas dentre as oito que ainda possuem representantes vivos na competição. 


Em toda a história das competições da UEFA, a única vez em que o Atlético deixou escapar uma classificação depois de vitória por 2 a 0 em casa foi em 1967, contra o Goztepe, da Turquia, em confronto válido pela extinta Copa das Feiras. A tarefa do Sporting de Jorge Jesus é ainda mais ingrata quando lembramos que o Atlético de Diego Simeone não foi vazado em 194 de 366 partidas oficiais. 


Getty Images
Getty Images

Antoine Griezmann contou com mais uma falha da defesa do Sporting e marcou o segundo gol do Atlético


Com 20 gols marcados, Griezmann tornou-se o segundo maior artilheiro do Atlético de Madrid na história das competições europeias, empatado com o português Jorge Mendonça e o argentino Sergio Agüero, atrás apenas do lendário Luis Aragonés, que tem 27.


Mais do que isso, Griezmann já é o único jogador que marcou mais de 20 gols  com a camisa do Atlético de Madrid em quatro temporadas diferentes. Foram 24 gols na primeira, 31 na segunda, 26 na terceira, 24 na atual e contando.... Neste próximo domingo, dia do dérbi contra o Real Madrid, no Santiago Bernabéu, o atacante francês fará seu jogo número 200 pelo Atlético, o primeiro de pelo menos nove compromissos que terá para superar sua marca pessoal de 2015-16, a mais goleadora pelo Atleti. 


Se Griezmann bate recordes atrás de recordes, Diego Costa não fica para trás em termos de protagonismo. Para o técnico Diego Simeone, foi a melhor partida do atacante brasileiro naturalizado espanhol desde sua volta a Madrid. No primeiro lance do jogo, ele pressionou no campo adversário, participou da incrível recuperação de bola e deu assistência fantástica para Koke marcar o gol mais rápido da história do Atlético em competições internacionais, aos 22 segundos.


A reta final de temporada e o sonho de disputar a Copa do Mundo quase foram por água abaixo para Diego Costa, vítima de um lance de falta terrível cometido pelo lateral-direito italiano Cristiano Piccini. Mas não se surpreendam, Diego Costa é feito de aço! Só poderia jogar em um rolo compressor chamado Atlético de Madrid.


Getty Images
Getty Images

Diego Costa perdeu gol cara a cara com Rui Patrício, mas saiu de campo como o melhor jogador da partida na visão de Diego Simeone