Gigante, surpreendente e vencedor: Paulinho viveu um sonho e ficará marcado na história do Barcelona

49 jogos.
2 títulos (Copa do Rei e Campeonato Espanhol).
9 gols.
2 assistências.
Apenas uma derrota.


Não só os números, mas a bola que Paulinho jogou vestindo a camisa do melhor time do mundo superou todas as expectativas, o brasileiro venceu o grande desafio de sua carreira e calou boa parte do mundo do futebol em sua curta e mágica passagem que se encerrou oficialmente ontem precocemente pelo clube catalão.


Getty Images




Getty Images

A celebração do primeiro gol com a camisa do Barça


O moderno e goleador canarinho chegou sob forte desconfiança pelos altos valores na transação com a China, para onde retorna agora, mesmo sendo titular da seleção brasileira e por não ter o DNA do clube. Contra muitas apostas negativas, Paulinho deu a resposta que o blog Barcelonizando acreditava ao anúncio de sua chegada, ingredientes que o time não tinha: força, penetração sem bola, jogada aérea, experiência e gols. Experiência essa que fez falta na trágica derrota para a Roma pela Champions, onde o técnico Valverde não utilizou o camisa 15 na Itália. Paulinho também não entrou na única derrota do time no Campeonato Espanhol, contra o Levante. Só esteve na única derrota do clube na Copa do Rei contra o Espanyol por 1 a 0 no campo inimigo.


Getty Images




Getty Images

Paulinho e Messi: parceria de sucesso


Dentro das quatro linhas, Paulinho nunca sentiu o peso da camisa do Barcelona, se conectou com Messi de forma especial, recebendo do melhor do mundo diversos passes para marcar, dentre eles a açucarada bola do seu primeiro e importantíssimo gol da vitória fora de casa contra o Getafe, onde mostrou seu cartão de visitas para a torcida. Foi titular em inumeras partidas enquanto Dembélé e Coutinho não estavam disponíveis, dentre elas a fundamental e humilhante vitória por 3 a 0 no Bernabéu contra o Real Madrid, que foi uma das mais especiais de sua passagem. Mesmo tendo sido no primeiro turno, aquela foi a partida decisiva para a conquista do título.


Paulinho foi um nome vital para o início do trabalho de Valverde ter decolado, quando mais precisou de solidez defensiva, o técnico teve no brasileiro uma peça vital em seu esquema tático.


getty images




getty images

Paulinho foi um gigante e venceu com essa camisa tão pesada


Apesar da chegada de Arthur para a temporada 2018/2019, muito me estranha esse adeus de Paulinho, pois as características dos dois são bem distintas. Não que a chegada de um tenha a ver com a ida de outro, mas se fosse pra se livrar de alguém, que o pé na bunda fosse no eternamente apagado André Gomes.


Ainda vamos descobrir os reais motivos desta esquisita negociação por empréstimo, mas o que sabemos é que o Barça sentirá falta de uma característica tão rara para um elenco que quer ganhar tudo e que certamente, por mais curta que tenha sido essa passagem, o nome desse monstro ficará marcado na história do clube culé.


getty images




getty images

Superou todas expectativas





Paulinho, ter sucesso com a camisa do Barcelona é para poucos, você viveu esse sonho, jogou e venceu.


Tem que respeitar!


Curta a página Barcelonizando no Facebook