Agradecendo Messi e aos céus: a defesa continua dando show de horror

Inacreditável Messi, inacreditáveis falhas do sistema defensivo do Barcelona. Mesmo sem Arthur, Suárez e Umtiti, a importante vitória construída através da genialidade do melhor do mundo veio cheia de desconfiança, pois a partida poderia ter terminado em um placar de 5 a 5 tranquilamente, acredite se quiser. O resultado positivo deve-se a Messi e aos céus!


getty images
getty images

como sempre: Messi deu show


O PSV jogando em seu estádio não teve medo de atacar, mas ao mesmo tempo criou praticamente todos as suas oportunidades em cima de falhas da defesa catalã. Foram mais de 10 oportunidades claras de gols a favor do time holandês. DEZ! Foi uma verdadeira pataquada, um verdadeiro show de horror: Stegen fez lindas defesas, mas também errou passes incríveis nas saídas de bola, curtos e longos, fáceis e mais complicados. O milagreiro goleiro alemão parecia fora de órbita. Semedo, mais uma vez titular graças a contusão de Sergi Roberto, novamente decepcionou, mas uma vez se mostrou apavorado. Na outra lateral Jordi Alba atacou bem como sempre, mas defensivamente continua péssimo nos mano a manos, andando pra trás, dando campo para os adversários, apresentando uma displicência juvenil. Na zaga, apenas Piqué se salvou, apesar do gol do PSV ter sido em suas costas. O experiente defensor antecipou, cortou e despachou diversas bolas com a sua leitura de antecipação de jogadas. Já Lenglet teve atuação desastrosa, perdeu bolas pelo alto, por baixo, tomou dribles e errou passes. Pra piorar Rakitic e Busquets se mostraram dispersos, erraram passes de saídas de jogo revoltantes. Vidal substitui Arthur, apareceu bem no ataque, mas não teve a mesma qualidade do brasileiro com a posse de bola no meio.


getty images
getty images

Mais um gol sofrido, mais uma péssima atuação da defesa


Recentemente, no dia 11 de novembro, o Barcelona levou 4 gols em casa na vergonhosa derrota para o Betis. Ontem o mesmo não aconteceu por detalhes. Foram três bolas na trave de Stegen. Por outro lado, neste mesmo jogo contra o Betis, Messi voltava ao time após lesão no braço, o argentino marcou 2 gols, criou o terceiro e abasteceu os atacantes com inúmeros passes espetaculares. Ontem não foi diferente: Messi marcou um golaço fintando um batalhão de zagueiros em um curtíssimo espaço de campo, deu o passe para o segundo gol (mesmo que sem querer), finalizou outras cinco vezes a gol e colocou Coutinho, Dembélé e Malcom na cara do goleiro. Mais um show, mais um caminhão de chances criadas como ninguém cria, mais uma vez começando e terminando jogadas, mais uma vez se associando muito bem com Dembélé, que fez bela partida.


getty images
getty images

Artilheiro da Champions: Messi marcou golaço e continua encantando o mundo


Nesta temporada, o ataque do Barcelona continua criativo e fulminante, foram 51 gols em 20 jogos, mas a defesa já sofreu 24. Pior do que sofrer mais de um gol por partida, é o quanto a defesa tem se mostrado frágil quando agredida. No campeonato espanhol esses erros são recuperáveis, mas nos mata matas da Champions, esta debilidade deve ser corrigida com a velha receita da posse de bola, com melhor controle do jogo, para diminuir automaticamente as chances do oponente (como fez contra o Atlético de Madrid no último sábado), caso contrário, o grande candidato ao título pode ficar de fora, mesmo tendo o melhor jogador e mesmo jogando o futebol mais bonito.


Curta a página Barcelonizando no Facebook