Ano novo, preocupações velhas e protagonistas de sempre

O Barcelona começou 2019 entrando em campo com a vantagem de saber do empate do confronto entre Sevilla e Atlético de Madrid e da derrota do Real Madrid em pleno Bernabéu. A vitória era fundamental para abrir vantagem de cinco pontos para o segundo, sete para o terceiro e de dez para o arquirival liderado por Sergio Ramos, Modric e Marcelo. Dito e feito, o Barça jogou pro gasto, venceu, encaminhou o título com um turno inteiro ainda por jogar, mas mostrou deslizes corriqueiros preocupantes para quem sonha em ganhar a Champions.


getty images
getty images

O Getafe deu trabalho para o Barça


Se Messi e Suárez decidiram como quase sempre, Lenglet na zaga e Sergi Roberto (que voltou a ser titular na lateral direita), continuam mostrando velhas deficiências difíceis de engolir. Alba também segue sendo frágil na parte defensiva, enquanto que na frente, o posicionamento de Dembélé torto pelo lado esquerdo continua prejudicando a parte criativa da equipe. Pra piorar, Busquets começou no banco devido a um problema físico, fazendo com que Rakitic fosse recuado para primeiro volante e Arthur e Vidal formassem o meio. Este triângulo controlou bem as intermediárias, mas não ofereceu apoio ao ataque, que foi pouco abastecido. Assim mesmo Messi criou pelo menos cinco chances de gol, marcou o dele e viu Luisito fazer mais um golaço chutando de primeira. Dembélé também produziu alguns bons lances, mas fechou muito pra dentro, atuando praticamente na meia esquerda, ao invés de abrir o campo junto à linha lateral.


getty images
getty images

Luisito fez mais um gol de placa


Apesar do desempenho coletivo não ter agradado, a partida contra o Getafe teve uma grande notícia, o excelente desempenho de Arthur. Posso afirmar que o brasileiro foi o melhor jogador em campo (tirando Messi), dominou completamente o seu setor, escondendo a bola no estilo Xavi e organizando as saídas de jogo com classe e confiança. O técnico Valverde terá que dar prioridade ao camisa 8 no time titular nas próximas partidas.


getty images
getty images

Rei Arthur



O torcedor do Barça dormiu líder absoluto da La Liga, mas provavelmente sofreu com os pesadelos de sempre; os fantasmas das bolas aéreas e das costas dos laterais. Que esses sustos terminem em 2019!

Siga Barcelonizando no Facebook

Siga barcelonizando_oficial no instagram