Remontada espetacular: o futebol poesia ainda existe

Como construir uma remontada espetacular com um placar adverso de 2 a 0 contra um agressivo e tradicional adversário como o Sevilla? Jogando a primeira "final" do ano, o Barcelona deu a resposta que todos esperavam em ritmo de música clássica, com um futebol arte dos velhos e dos novos tempos também. O futebol poesia ainda existe.


Precisando marcar três gols a zero, ou no mínimo quatro, se tomasse um, o Barça exibiu na noite de ontem um futebol dos sonhos, uma associação harmoniosa de um conjunto de craques criados ou transformados em uma filosofia de jogo perfeita para os mesmos, onde o goleiro é especialista com os pés, onde volantes giram por todo campo, dão assistências e entram na área para marcar, onde os laterais se tornam armadores e pontas, onde o centro avante sai da área com uma naturalidade descomunal, onde um meia de origem se desdobra pelos lados e onde um camisa 10 ignora as leis do esporte para fazer de um jogo uma dança.


getty images
getty images

Sem Messi: 2 a 0 para o Sevilla. Com Messi: 6 a 1 para o Barcelona


Até com uma certa dose de soberba nas saídas de bola, o Barcelona abriu o placar com um lindo gesto de solidariedade. Messi sofreu uma falta besta dentro da área e deu a bola para Coutinho converter com categoria da marca da cal, em seguida, Arthur, o agora absoluto e indiscutível titular, deu passe de Xavi para Rakitic penetrar como Iniesta para conferir, no terceiro foi a vez de Suárez mostrar sua polivalência, desta vez como garçom cebrebral, ao encontrar Coutinho pisando na área e mergulhando de peixinho para mostrar ao mundo que o tamanho do seu futebol ainda é gigante. O quarto foi outra pintura, Messi recebeu de Sergi Roberto na esquerda, avançou e achou o mesmo Sergi penetrando como um punhal, passe de sinuca entre três defensores e ultrapassagem do canterano que fuzilou sem dó, 4 a 0. O quinto, depois do Sevilla diminuir, foi em um contra ataque mortal, que começa com Messi, passa por Vidal e chega em Jordi Alba, o lateral cruza para Suárez, que fez o dele. 5 a 1 já era suficiente, mas ainda tinha mais para premiar Messi quase aos 48 do segundo tempo. Outro contra ataque, desta vez com Piqué e Alba dando toques de calcanhar dentro da área antes da bola chegar para o melhor do mundo limpar e fazer o dele. Noite completa!


getty images
getty images

Coutinho provou o seu valor


Não tem jeito, quem tentar jogar de igual pra igual contra o Barcelona no Camp Nou, certamente será castigado. Este é o time das mil faces, o time com um poder de fogo inacreditável, que a partir de seu principal jogador, é capaz de produzir mais de 10 chances claras de gol, mesmo em uma partida decisiva de mata mata.


getty images
getty images

Mais uma Remontada por 6 a 1


Parecia 1970, mas o ano é 2019. Mais uma vez, tivemos a oportunidade de ver o mais puro futebol ser praticado como se fosse um espetáculo ensaiado. Este é o Futbol Club Barcelona, o melhor, o mais solidário e o mais coletivo time do planeta há mais de dez anos.


Quantas horas faltam para o próximo show?


Clique aqui para seguir Barcelonizando no Facebook

Clique aqui para seguir barcelonizando_oficial no Instagram