Do vexame ao orgulho: vai ser difícil alguém derrubar este Barcelona

Quantas vezes nesta temporada já não desconfiamos deste Barcelona?


Mas a verdade é que o esquadrão de Ernesto Valverde não para de surpreender o mundo do futebol. Único invicto na Champions, líder com 8 pontos de vantagem para o segundo na Laliga e finalista da Copa do Rei após remontada fantástica sobre o Sevilla na semifinal. Este Barça até já ficou contra as cordas, mas cair, jamais.


getty images
getty images

Malcom e Coutinho começaram arrasadores, mas depois caíram de produção


Na noite de ontem jogando fora de casa contra o Villarreal, o Barcelona deu outro sinal de força de time campeão, saiu de um vexame para um empate heróico com incríveis golaços marcados aos 44 e aos 48 do segundo tempo, para empatar um jogaço em 4 a 4 contra um oponente que está nas quartas de final da Europa League.


Apesar de entrar em campo sem Piqué, Messi e Rakitic poupados e Dembélé, ainda lesionado, o Barça começou controlando o jogo com tranquilidade, fez 2 a 0 em 15 minutos através de um grande início dos brazucas Coutinho e Malcom e poderia ter matado o jogo com o terceiro ainda antes dos 20 da primeira etapa, quando Coutinho perdeu chance cara a cara com o goleiro acertando a trave. A partir daí veio a soberba, o relaxamento natural e falhas defensivas que escancarou a má forma física de Umtiti, que jogou torto no lado direito da defesa e desmascarou Lenglet, que foi uma avenida, perdeu uma infinidade de bolas no mano a mano e só faltou pedir para sair.


getty images
getty images

Avenida Lenglet teve desfile do Submarino Amarelo


A qualidade de Piqué vem fazendo o nome deste zagueiro que não tem nível para ser titular do Barcelona. Para piorar, Busquets errou mais do que devia, Arthur parecia cansado e os laterias Alba e Sergi Roberto pareciam estar em um amistoso. Stegen teve que salvar a barca de levar outros quatro gols, sem exagero. Esse era um jogo para entrar com 11 reservas, o time precisa descansar, tem Atlético de Madrid no sábado, tem United na quarta. Não precisava expor os titulares, não precisava arriscar. Pois bem, o Submarino Amarelo marcou o primeiro, foi gostando do jogo e fez uma virada espetacular abusando da velocidade e dos contra ataques. A tragédia estava desenhada. Estava.


getty images
getty images

Messi pintou mais uma obra de arte. Bola na gaveta!


Faltavam 10 minutos para acabar a partida, Messi havia entrado a pouco, assistiu de dentro do campo o terceiro e o quarto gols do Villarreal. Pouco depois Suárez sofreu falta dura, o Barça ficou com um jogador a mais. Mas aí já faltavam 5 para o fim. Eis que Messi coloca a bola embaixo do braço e começa a criar, até achar um drible entre um pelotão de zagueiros e sofrer falta dentro da meia lua. 44 do segundo tempo, bola magistral na gaveta, terceiro gol de falta em tres jogos para o melhor do mundo, para o melhor cobrador de faltas do mundo também, 4 a 3 e mais pressão.


getty images
getty images

Quem tem coragem de questionar o espetacular Luisito Suárez?


Não foram poucas as remontadas e as vezes que vi este Barça da era Messi vencer ou empatar jogos no último minuto, este time parece ser imortal, ainda mais esta equipe desta temporada. 47 do segundo tempo, último lance da partida, Messi cobra escanteio e o melhor arrematador de bolas de primeira do planeta pega o rebote de bate pronto na veia, de perna esquerda, um torpedo e é rede. Explosão! 4 a 4 no placar, adversários na lona e o clube catalão consegue sair por cima depois de apanhar tão feio. 


Senhoras e senhores, vai ser difícil alguém derrubar este Barcelona.


Clique aqui para seguir Barcelonizando no Facebook


Clique aqui para seguir Barcelonizando no instagram