Luis Enrique está sendo injustiçado. Existem provas

2015 nasceu como um lindo sonho para a torcida do Barcelona, sonho que durou apenas 90 minutos, período em que o Real Madrid sofria uma dolorosa derrota de virada para o Valência no Mestalla. Tudo era festa.


O Barça entraria em campo em seguida, era só vencer, diminuir a distância e colocar pressão no líder, que no meio de semana ainda enfrentaria o Atlético também fora de casa pela Copa do Rey. Tudo iria mudar, a crise finalmente mudaria de lado, era a hora da grande arrancada... Só que não!


O Barcelona fez um jogo horroroso fora de casa contra a Real Sociedad, Messi, Neymar e Dani Alves iniciaram no banco e a crise se instalou. A crise não só se instalou, como a imprensa está massacrando o técnico Luis Enrique, que parece ter entrado em guerra com Messi após atritos no vestiário. Porém, não vejo motivos para o técnico estar sendo tão execrado.


Por isso, apresento duas provas de defesa a favor do treinador:


Acusação 01: Messi, Neymar e Dani Alves não podiam ter iniciado no banco diante do Real Sociedad.

Tese de defesa 01:
Os três atletas desembarcaram em Barcelona dois dias antes do início do jogo e, mesmo com aval da diretoria, fizeram apenas um treino, enquanto os outros atletas vinham treinando direto. Não vejo problema nenhum dos três iniciarem no banco e, afinal de contas, eles tiveram 45 minutos para reverter o placar e não o fizeram. A culpa é só do treinador?


Em outras ocasiões o treinador também poupou estrelas e o time conseguiu reverter, casos da virada fora de casa sobre o Almería, quando Suárez e Neymar vieram do banco e foram protagonistas, e na vitória sobre o Bilbao no Camp Nou, quando Neymar veio do banco e foi servido duas vezes por Lionel Messi nos 15 minutos finais.


Desta vez não deu, as vezes é preciso poupar e preservar os atletas devido à sequência de jogos ou risco de lesão. Imaginem se Messi inicia a partida e sofre uma lesão muscular grave, o que diriam? Eu aposto que todos diriam que não era para ele ter jogado tendo chegado de férias dois dias antes do jogo. Verdade ou mentira?


Getty Images
Getty Images

Luis Enrique vem sendo bombardeado pela imprensa espanhola.



Acusação 02:
Luís Enrique ainda não achou um time, ele mexe muito na equipe (inclusive essa seria uma reclamação de Messi).

Tese de defesa:
O time de Luís Enrique depois das contratações desta temporada deveria ser assim no papel: Bravo, Dani Alves, Piqué, Mathieu e Alba. Busquets, Rakitic e Iniesta. Messi, Suárez e Neymar. Certo?


Que culpa tem o treinador se o senhor Piqué não vem jogando bem? Que culpa tem o treinador se Rakitic não vem mantendo boa regularidade e veio para uma função que não executava no Sevilla?


A partir disso, o técnico tem tentado Xavi no meio, às vezes Mascherano para dar mais sustentação e algumas vezes até Rafinha. Além disso, Iniesta se contundiu nesse meio tempo, Luís Enrique teve então que achar uma nova e inédita formação de meio campo, mas a verdade é que ninguém se firmou, apenas Mascherano convenceu, mas ele é volante e com isso o desenho do time inicial mudou. E quer saber, mudou para melhor com o Barça tendo três jogadores tão agudos na frente.


Na zaga foi a mesma coisa, Piqué oscilou e Mascherano em grande fase voltou a fazer a zaga em vários jogos. Agora até Mathieu tem oscilado e Vermaelen, que poderia ser a solução, chegou machucado, por isso Bartra também teve chances. O Luís Enrique é médico? A culpa é dele do cara que resolveria ter chegado podre? Ele tem culpa da diretoria não ter conseguido contratar Marquinhos do PSG? Se estava ruim, Luís Enrique tinha mesmo é que mexer. Pior seria se ele não estivesse tentando coisas novas.



Conclusão de defesa do técnico Luís Enrique:


No fim das contas, Luís Enrique conseguiu equilibrar o time que será o mais competitivo na Champions, com Mascherano de volante ao lado de Busquets, o que resultou em uma grande exibição contra o PSG. Piqué deve seguir na zaga com Mathieu, não tem muita opção.


Luís Enrique também soube preservar seus atletas de grandes maratonas dos jogos de clubes e de seleções, soube ressuscitar Xavi e soube até a hora de escalar Mathieu na lateral esquerda. Em alguns jogos é preciso observar o adversário e aumentar a estatura da zaga, o que foi feito diante do Real Madrid. Foi uma boa estratégia, assim como foi corajosa da parte dele ter entrado de cara com Suárez naquele jogo do Bernabéu. A coisa acabou desandando depois naquela derrota por falhas individuais, bizarras e atípicas, mas foi uma boa estratégia.


Luís Enrique também não tem contado com a colaboração do banco de reservas. Pedro e Munir não vem jogando bem, principalmente o segundo. Rafinha também não convenceu em um único jogo. Sem banco, fica difícil.


O que eu posso acusar como erros de Luís Enrique é querer bater de frente com Messi (deve ser difícil engolir, convenhamos), não testar Rakitic mais adiantado e não dar mais chances a Sandro Ramírez. De resto, acho que ele vem fazendo um bom trabalho. O time está em período de reconstrução, não é fácil achar o ponto.

O treinador ainda conta com o mérito de ter encaixado o tridente de ataque, soube corrigir o posicionamento de Suárez da ponta para o centro e ajudou Messi a se reinventar vindo mais de trás com a bola dominada e caindo novamente pela direita. Esse legado de Luís Enrique já vale ouro.


Ah, se o Luís Enrique for embora vão trazer quem pro lugar dele??

Deixa o cara trabalhar!