Um ano depois a definitiva comprovação do “Novo Barça"

Nada como um ano após o outro...
 

17 de maio de 2014:


Última rodada do Campeonato Espanhol temporada 2013/2014.


Barcelona 1 x 1 Atlético Madrid.


O time de Simeone conquistava a Liga merecidamente em pleno Camp Nou.


O Barcelona foi dominado em casa, mesmo jogando por uma simples vitória.


Messi passava pela pior fase de sua carreira, estava triste, irritado, estafado e mal posicionado em campo.


Táta Martino era o técnico, não conseguia fazer o time fluir, o sistema de jogo do Barça havia sido desvendado.


O Barça terminava a temporada sem nenhum título, necessitando de uma urgente e radical transformação no elenco, na comissão técnica e no sistema de jogo.



17 de maio de 2015 (exatamente um ano depois):


Penúltima rodada do Campeonato Espanhol temporada 2014/2015.


Atlético de Madrid 0 x 1 Barcelona.


Mesmo podendo perder, o Barça derrotou o atual campeão comandado por Simeone em pleno Calderón conquistando a Liga merecidamente.


O Barça dominou as ações do jogo e podia ter ganhado a partida por 2 ou 3.


Messi voltou a sorrir! O gênio argentino está no ápice de sua carreira, fez o gol do título, está feliz, jogando em sua posição ideal, fazendo gols como nas melhores épocas e dando mais assistências do que nunca.


Luís Enrique conquista o título em sua primeira temporada à frente do clube, deixa sua marca ao saber utilizar todo o elenco de maneira inteligente durante toda Liga, recuperando Piqué, participando da fundamental manutenção de Mascherano no clube, acertando o meio campo com a presença de Rakitic e sem esquecer Xavi e ajudando o tridente a se encaixar de forma perfeita, mesmo com um início turbulento.


O Barça já é campeão Espanhol, pode conquistar a Copa do Rey no dia 30 de maio diante do Atlético de Bilbao jogando em casa e, pra fechar a temporada dos sonhos, pode ainda levar a Tríplice Coroa se vencer a Juventus na final da Champions League no dia 6 de junho, em Berlim.


Getty Images
Getty Images

Messi decidiu mais uma vez!


Definitivamente, a revolução que o Barça necessitava aconteceu e vingou, e apesar da genialidade de Messi e da marca do tridente, este título também terá para sempre a marca do bom trabalho do técnico Luís Enrique.


Que venha a Copa do Rey, que venha a Champions, que venha a Tríplice Coroa. Esse time merece entrar pra história!


Visca el Barça!