Não há título ou recorde maior do que Andrés Iniesta

Entre seus altos e baixos, a temporada do Barcelona terminou com grandes resultados. O 30º título da Copa do Rei, 25º do Campeonato Espanhol, os recordes de invencibilidade em La Liga, são todos grandes feitos e é preciso dar valor ao que essa equipe lutou para conquistar. As decepções não devem ser esquecidas e precisam ser a base para corrigir os problemas que impediram êxitos ainda maiores do que os conquistados.


Entretanto, nada é maior do que um ídolo. Do que alguém que personifica todos os valores que o clube se vangloria de representar. Nada supera ver um jogador que nos orgulha de usar uma camisa com seu nome e número nas costas. E Iniesta foi esse jogador durante cada segundo dos 22 anos que passou no Barcelona.


As lágrimas em seus olhos eram compartilhadas por torcedores e por seus companheiros em campo. São cada vez mais raras histórias de jogadores tão identificados com um clube, não só pelo tempo que vestem a mesma camisa, mas também por espelharem uma maneira de pensar e jogar que está fortemente ligada ao clube que representa.


Getty Images
Getty Images

Obrigado por tanto


A criança assustada que chegou à Catalunha deixa o Barcelona com um Don, reverenciado em quase todos os estádios que pisou, ídolo de todo um país, exemplo para jovens dentro e fora do futebol, marido e pai de família. É uma vida construída vestindo as cores azul e grená.


Isso supera qualquer título, qualquer recorde que Iniesta tenha conquistado pelo Barça. Seu crescimento como futebolista nestes 22 anos só é superado pelo seu crescimento como pessoa. A transformação em uma lenda, alguém que poderia estar eternizado em uma estátua na frente do Camp Nou e mesmo assim pareceria uma homenagem pequena diante de seu tamanho como jogador e ser humano.


As despedidas se tornam mais comuns, mas não nos acostumamos a elas. Puyol, Valdés, Xavi e, agora, Iniesta. É difícil imaginar o Barcelona sem cada um deles, mas, de alguma forma, a vida segue, o futebol continua e o clube continua colhendo os frutos plantados por lendas como essas.


A camisa 8 será usada por outro jogador, a posição no campo será ocupada por outro meio-campista, mas da mesma maneira que Valdés está presente em cada defesa de Stegen, Puyol em cada desarme de Umtiti e Xavi em cada passe de Busquets, Iniesta estará em cada toque de mágica do time. Seu DNA se mistura com o do Barcelona, e isso o faz ser infinito.


Getty Images
Getty Images

Infinito e eterno