Um herói na Luz: garoto que salvou avô de incêndio entrou em campo com o Benfica

Divulgação/Fundação Benfica
Divulgação/Fundação Benfica

João Pedro, garoto de sete anos que salvou o avô de incêndio na região central de Portugal, entrou em campo com o time do Benfica antes da goleada contra o Rio Ave


A expressiva vitória de 5 a 1 do Benfica frente ao Rio Ave manteve os Encarnados vivos na luta pelo pentacampeonato em Portugal. O que nem todo mundo sabe é que existe um acontecimento icônico por trás da goleada do Glorioso. Um dos mascotes que entraram em campo com o time da Luz era um pequeno grande herói: João Pedro, de sete anos, havia salvado o avô nos incêndios florestais que devastaram as regiões norte e central do país em outubro do ano passado. Para se ter ideia das grandes proporções do desastre, mais de 500 mil hectares da Terrinha foram consumidos pelo fogo e mais de 100 pessoas morreram durante esse período.


O momento vivido por João e seu avô, Cristiano Nunes, em Barril do Alva, no concelho de Arganil, próximo a Coimbra, veio à tona na semana passada. Voluntários da Associação SOS Arganil descobriram a história enquanto removiam os destroços de uma casa.


"Ficamos sem água, sem luz, sem nada. Eu não queria sair de casa e disse a todos para irem embora. O meu netinho se agarrou a mim e me disse: 'Avôzinho, se o senhor ficar, eu também fico!'. Tive que ir embora logo e, se não fosse ele, eu não estaria aqui hoje", conta o senhor Cristiano em entrevista à TVI 24, de Portugal.


Divulgação/Fundação Benfica
Isabel Cutileiro/SL Benfica

João Pedro (terceira criança da direita para a esquerda, à frente do meio-campista Pizzi) sentiu a atmosfera do Estádio da Luz


"Não é um herói acidental, é mais um herói emocional", diz, em felizes palavras, a reportagem da emissora de televisão.


O avô de João revelou, ainda, a paixão do seu neto pelo Benfica. A partir disso, a ONG entrou em contato com a Fundação Benfica, braço social do clube mais vitorioso de Portugal, para articular a ida do menino à Luz. O embate com o Rio Ave estava próximo e, assim, as organizações deram ao garoto a oportunidade de entrar em campo com a equipe antes de uma partida com casa cheia.


O sonho de respirar a atmosfera da torcida encarnada e ver de perto um jogo do time do coração foi realizado no último sábado (3). Ele entrou de mãos dadas com o meia Pizzi. Serviu de inspiração para o jogador anotar um dos gols do grande triunfo das Águias? Certamente. O placar final, cinco a um fora o baile, diz tudo: João é pé-quente!


"Ele ficou tão contente... Nem sabia o que dizer quando chegou até mim. É fanático pelo Benfica e com certeza vai levar este momento para a vida", disse Cristiano Nunes ao jornal português Record.


Divulgação/SOS Arganil
Divulgação/SOS Arganil

João Pedro e sua família conheceram o estádio e o museu do Benfica


Esta experiência incrível não para por aí. Além da convivência com o elenco, João Pedro também ganhou, juntamente com a sua família, uma visita guiada ao Estádio da Luz e ao Museu Cosme Damião. O transporte rumo a Lisboa foi cedido pela Santa Casa da Misericórdia de Arganil.


Em meio a tantos heróis de águia ao peito os quais se consagram nos gramados, pode-se dizer que o Sport Lisboa e Benfica também tem heróis na sua massa de adeptos. E que o clube se torna maior a cada dia. Esperamos que a história de João Pedro sirva de motivação para todos nós daqui para a frente. A família do menino e a maior torcida de Portugal estão muito orgulhosas.