Olhando para o futuro, Benfica renova com três promessas da base

Getty Images
Getty Images

Maior artilheiro da história do Benfica B, Heriberto Tavares está entre as jovens promessas da base que renovaram contrato com o Maior de Portugal. Na foto, o atacante comemora um dos gols da vitória de 2 a 1 contra o Porto B, em abril de 2017


No mês em que celebrou 114 anos de fundação, o Sport Lisboa e Benfica, evidentemente, não deixou de recordar as glórias do passado, das mais distantes às mais recentes. Paralelamente à nostalgia típica do aniversário, o clube mostrou que também pensa no futuro ao renovar os contratos de três jovens promessas das categorias de base: o meia Gedson (19 anos), o zagueiro Ferro (20) e o atacante Heriberto (21).


Tratados a peso de ouro, os jogadores do Benfica B agora têm multas rescisórias avaliadas em 60 milhões de euros cada uma. Enquanto Ferro e Gedson estenderam seus vínculos por mais um ano, Heriberto renovou por dois anos.


Gedson Fernandes


Tânia Paulo/SL Benfica
Divulgação/SL Benfica

Campeão europeu sub-17 e convocado para o último Mundial Sub-20, o meia Gedson é um dos 'cérebros' do Benfica B


Caçula do trio, Gedson Carvalho Fernandes nasceu na cidade de São Tomé, capital de São Tomé e Príncipe, um dos países lusófonos da África, em 9 de janeiro de 1999. Veste a camisola encarnada desde 2009, quando foi contratado junto ao clube português SC Frielas e chegou para o time sub-11.


Sua apurada visão de jogo e o seu talento com a bola nos pés o credenciaram a subir etapa por etapa no Glorioso e, também, às convocações para as divisões de base da seleção de Portugal, de modo a aproveitar a cidadania lusitana. Coleciona, ao todo, 56 partidas e quatro gols pela Seleção das Quinas. Foram dois jogos pela Sub-15, três pela Sub-16, 30 pela Sub-17, 13 pela Sub-19 e oito pela Sub-20.


Com 10 anos de carreira, sendo nove ao serviço do SL Benfica, o meio-campista já tem em sua prateleira de conquistas o título da Eurocopa Sub-17 de 2016, ocasião na qual Portugal foi campeão contra a arquirrival Espanha nos pênaltis. Gedson foi eleito para a seleção daquela competição. Também esteve presente no Mundial Sub-20 de 2017, na Coreia do Sul, e na Euro Sub-19 de 2017, na Geórgia, quando Portugal perdeu a final para a Inglaterra. Pelo Glorioso, foi campeão nacional nas categorias Iniciados e Juvenis e tem um vice da Uefa Youth League (2016/2017). Está em sua segunda temporada pelo time B.


Francisco "Ferro"


Tânia Paulo/SL Benfica
Divulgação/SL Benfica

Capitão do Benfica B, o zagueiro Ferro estendeu seu vínculo com as Águias por mais uma temporada


Francisco Reis Ferreira, o "Ferro", nasceu na cidade portuguesa de Oliveira de Azeméis a 26 de março de 1997. Vestiu as camisas de Oliveirense, Estarreja, Taboeira e Casa Pia enquanto mais novo. Está na oitava temporada com os Encarnados. Tem um título do Campeonato Nacional de Iniciados e foi convocado pelo técnico Rui Vitória para a última pré-temporada do elenco principal do Benfica. Pelas camadas mais jovens da seleção nacional, acumula três gols e 47 convocações, das quais 14 foram para a Sub-17, sete para a Sub-18, 13 para a Sub-19, nove para a Sub-20 e quatro para a Sub-21.


Titular absoluto dos "bês" e peça-chave do plantel comandado por Hélder Cristóvão, o defensor é apontado por benfiquistas e pela imprensa portuguesa como futuro "cabeça" do sistema defensivo do primeiro escalão. Seguro nas decisões que toma nas quatro linhas e centrado no objetivo de "fechar a casinha", herdou a braçadeira de capitão do antigo colega Rúben Dias, um dos pilares do "time A" nos dias atuais.


Curiosamente, a estreia de Ferro no Benfica B aconteceu em uma vitória de 2 a 1 frente ao time da sua terra natal, o Oliveirense, no dia 30 de janeiro de 2016, fora de casa. Entretanto, para o jogador, pode-se dizer que foi em casa.


Heriberto Tavares


Tânia Paulo/SL Benfica
Divulgação/SL Benfica

O atacante Heriberto Tavares renovou com o Benfica por mais dois anos


O mais velho dos três é Heriberto Moreno Borges Tavares, nascido em 19 de fevereiro de 1997. Portanto, completou 21 anos recentemente. Natural da cidade de Amadora, o atacante está em sua segunda temporada de águia ao peito. Já passou por Estrela da Amadora, Sporting e Belenenses. Na condição de atleta ligado ao Sport Lisboa e Benfica, já foi chamado seis vezes para as seleções de base de Portugal, sendo cinco para a Sub-20 e a mais recente convocação para a Sub-21. Em anos anteriores, fora selecionado para o Sub-15 e o Sub-16 duas e quatro vezes, respectivamente.


Mesmo com pouco tempo de casa, Heriberto Tavares apresenta ótimos números. É simplesmente o maior goleador da história do Benfica B, com 23 gols em 65 compromissos, tendo superado a conta dos 22 de Ivan Cavaleiro, hoje jogador do Wolverhampton, da segunda divisão inglesa. O jovem de ascendência cabo-verdiana é o atual vice-artilheiro da Segunda Liga de Portugal com 11 tentos, dois a menos que o atacante brasileiro Carlos Vinícius, do lanterna Real Massamá. Os "bês" do SLB estão em 12º na classificação.


Vale lembrar que o habilidoso Heriberto, cujas principais virtudes são o apurado faro de gol e o excelente posicionamento na área, participou da última pré-temporada dos profissionais, também a pedido do treinador Rui Vitória.


Resta-nos torcer para o tempo nos mostrar que todas estas apostas são válidas e para a base continuar a ser notada pelo Sport Lisboa e Benfica.