A base vem forte: Benfica é campeão nacional de Juniores

Tânia Paulo/SL Benfica
Tânia Paulo/SL Benfica

Maior campeão nacional de juniores, o Benfica conquistou o 24º título neste sábado (19), de forma antecipada, ao bater o Leixões por 3 a 1


A temporada 2017/2018 deu muita dor de cabeça aos benfiquistas quando o assunto foi futebol, é verdade... Mas nem tudo foi motivo para lamentação. Se o time principal - que faturou apenas a Supertaça Cândido de Oliveira, ficou em segundo lugar na I Liga e foi eliminado precocemente na Champions League, Taça de Portugal e Taça da Liga - e o time B - que na temporada anterior fizera sua melhor campanha na segunda divisão nacional e nesta se limitou a lutar contra o rebaixamento - renderam abaixo do esperado, o mesmo não se pode dizer dos miúdos dos Juniores. No último sábado (19), os rapazes da equipe Sub-19 dos Encarnados conquistaram o Campeonato Nacional de Juniores e colocaram ponto final num jejum de cinco anos. Este foi o 24º título das Águias na categoria.


O Campeonato de Juniores é muito tradicional em Portugal. Existe desde a temporada 1938/1939 e trata-se da instância máxima dos torneios de base na Terrinha, que também conta com os Campeonatos de Juniores (Sub-17) e Iniciados (Sub-15). Maior campeão no âmbito profissional, o Sport Lisboa e Benfica também é soberano nos Juniores, com 24 taças contra 22 do Porto e 17 do Sporting. Boavista (4), Acadêmica de Coimbra (3), Braga (2), Belenenses (1), Vitória de Guimarães (1), Leixões (1), Unidos Barreiro (1) e Alverca (1) completam a lista.


Leia também: Benfica domina as convocações das seleções de base de Portugal


O certame é dividido em duas fases. Na primeira, os times são divididos em dois grupos, Norte e Sul, cada um com 12 integrantes. Os quatro primeiros avançam ao Apuramento de Campeão, enquanto o restante luta contra o rebaixamento na Fase de Manutenção, também dividida em duas chaves, nas quais caem os dois piores.


Tânia Paulo/SL Benfica
Tânia Paulo/SL Benfica

Conhecido pela qualidade técnica e pelo espírito de liderança, João Filipe é o capitão do Benfica Sub-19


A vitória indiscutível de 3 a 1 contra o Leixões, no Caixa Futebol Campus, no Centro de Treinamento do Benfica, no Seixal, na Grande Lisboa, sacramentou a posse do troféu com duas rodadas de antecedência. O triunfo veio com gols do volante Miguel Nóbrega (que também pode atuar na zaga), do meia João Félix e do atacante Umaro Embaló. Quem fez o gol de honra da equipe visitante foi o meia Vasco Almeida. Estiveram presentes 1215 torcedores.


Passadas 12 jornadas do Apuramento de Campeão, o SLB acumula nove vitórias, três empates e nenhum revés, totalizando 30 pontos, oito a mais que o vice-líder, o Sporting. Somando ao estágio anterior, os comandados de João Tralhão têm 24 triunfos, seis igualdades e apenas duas derrotas. Ao todo, são 84 gols a favor (57 e 27 na primeira e segunda fases, respectivamente) e 24 sofridos (14 e 10 na primeira e segunda fases, respectivamente). Com esta campanha quase perfeita, a verdade é uma só: a taça está em boas e justas mãos.


São vários os destaques do escrete campeão. Vale mencionar o goleiro Celton Biai, os defensores Luís Pinheiro e Miguel Nóbrega, os meias Florentino Luís, Gedson Fernandes, Nuno Santos, Tiago Dantas, Diogo Mendes e David Tavares e os atacantes João Filipe, José Gomes (o "Zé Golo") e Mesaque Dju.


"Queremos dedicar este título a todos os torcedores. Não foi um ano fácil para a nação benfiquista e nós queríamos dar uma alegria a todos. As virtudes deste grupo foram comprovadas jogo a jogo. Trabalhamos muito no dia-a-dia. Isto é só o começo de tudo. Todos nós temos o nosso caminho e vamos atrás dos nossos sonhos. Temos muito talento, mas a chave do nosso grupo foi o trabalho. Fomos muito competentes". Com tanta serenidade nestas palavras, fica fácil entender por que João Filipe é o capitão do grupo.


Getty Images
Getty Images

Nascido na Guiné-Bissau, o atacante José Gomes, o 'Zé Golo', é o terceiro jogador mais jovem a estrear pelo Benfica. O apurado faro de gol é sua maior virtude


Perguntado sobre o segredo dos 15 gols anotados nesta fase, João Félix não titubeou. "O segredo está na equipe. Um jogador não faz uma equipe. Eu tenho 15 gols graças ao nosso time", assegurou.


Celton, por sua vez, destacou a mentalidade vencedora do clube. "Nosso treinador nunca facilitou nosso trabalho. Sempre nos apertou. Nós trabalhamos duro todos os dias. Tenho muito orgulho de fazer parte deste grupo", afirmou.


"Isto é fruto de muito trabalho e do trabalho de muitos. Sem esses garotos, não seríamos capazes de chegar até aqui. Os jogadores foram fantásticos, com uma capacidade de trabalho inacreditável. E o Benfica é isto", comemorou o treinador João Tralhão.


Leia também: Olhando para o futuro, Benfica renova com três promessas da base


Florentino Luís, Gedson Fernandes, Nuno Santos, João Filipe, José Gomes e Mesaque Dju, inclusive, são cartas carimbadas da Seleção Sub-19 de Portugal, que este ano participará da Euro da categoria na Finlândia, entre os dias 16 e 29 de julho. Florentino, Gedson, José Gomes e João Filipe, inclusive, têm em seu currículo o título da Euro Sub-17 de 2016. Nessa competição, "Zé Golo" foi o goleador máximo, com sete gols. E a seleção dos melhores teve as presenças de Gedson, Florentino e João Filipe, além do próprio artilheiro. O time de Juniores do Maior de Portugal também tem jogadores com experiência no Benfica B - João Félix, João Filipe, José Gomes, Diogo Mendes e Gedson Fernandes, por exemplo.


Parêntese importante: Zé, que nasceu na Guiné-Bissau e se naturalizou português, já atuou pelo elenco principal. Fez sua estreia em 9 de setembro de 2016, aos 17 anos, cinco meses e um dia, numa vitória contra o Arouca, fora de casa, pela Primeira Liga de Portugal. Naquele instante, entrou para a História: tornou-se o terceiro jogador mais jovem a estrear pelo Glorioso, atrás apenas de Fernando Chalana (17 anos e 27 dias, em 1976) e de Hugo Leal (16 anos, 10 meses e 29 dias, em 1997).


Além disso, a Uefa já listou João Félix como uma das maiores promessas do futebol europeu, em virtude da sua excelente performance na campanha que rendeu ao Benfica o vice-campeonato da Uefa Youth League de 2016/2017.


Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

O treinador do Porto, Sérgio Conceição, parabeniza o filho, Rodrigo Conceição, pelo título nacional de Juniores conquistado ao serviço do Benfica


Entre os gringos, destaque para o atacante polonês Przemysław Macierzyński (cuidado com o nome!). Ele é constantemente convocado para as seleções de base do seu país.


Como curiosidade, registre-se que o ponta-direita do time júnior do SLB, Rodrigo Conceição, é filho do técnico da equipe principal do Porto, Sérgio Conceição. O pai parabenizou o filho pela conquista durante uma transmissão ao vivo pela rede social Instagram.


Então, senhoras e senhores da massa encarnada, fiquemos de olho na base que recentemente lapidou joias como Bernardo Silva, Gonçalo Guedes, João Cancelo, Renato Sanches, Victor Lindelöf e Nelson Semedo. Do time atual pode sair mais gente boa de bola.