Os jogadores do Benfica convocados à Copa do Mundo 2018

Divulgação/Fifa
Divulgação/Fifa

A Copa do Mundo está perto!


Chegou o mês de junho. E com ele vem a tão esperada Copa do Mundo, o oásis dos apaixonados por futebol. Nesta semana, passado o prazo final para a divulgação das convocações das 32 seleções concorrentes à taça mundial, oito jogadores do Sport Lisboa e Benfica já podem preparar o passaporte para a Rússia. Vale ressaltar que, na organização da lista, o Blog Glorioso Encarnado acrescentou à conta uma contratação recente e dois jogadores emprestados a outros clubes.


Ao todo, sete seleções diferentes têm benfiquistas entre os convocados ao Mundial 2018. Os países a serem representados por atletas das Águias são Portugal, Peru, Argentina, Nigéria, Sérvia (com dois jogadores), Suíça e México. Estas equipes, sem exceção, são fortes candidatas à presença na fase de mata-mata. Mas pode acontecer de algumas delas ficarem de fora, visto que Argentina e Nigéria são adversárias no Grupo D e Sérvia e Suíça vão medir forças no Grupo E.


É importante registrar: apesar da atual derrocada do futebol português, refletida na queda da Primeira Liga ao sétimo lugar no Coeficiente da Uefa, o Benfica é o clube da Terrinha com mais futebolistas na Copa. São oito nomes, conforme já dito, contra seis do Porto (Maxi Pereira, do Uruguai; Diego Reyes, Héctor Herrera, Jesús Corona e Miguel Layún - este emprestado ao Sevilla -, do México; e Juan Quintero - emprestado ao River Plate -, da Colômbia; o português Ricardo Pereira não entra para a conta por ter sido contratado pelo Leicester recentemente), seis do Sporting (William Carvalho, Bruno Fernandes e Gelson Martins, de Portugal; Sebastián Coates, do Uruguai; Marcos Acuña, da Argentina; e Bryan Ruiz, da Costa Rica; o português Rui Patrício não entra para a conta porque rescindiu seu contrato com os Leões), um do Vitória de Guimarães (Paolo Hurtado, do Peru) e um do Marítimo (Amil Abedzadeh, do Irã).


O "G-8" da Rússia 2018 é composto por Manchester City (16), Real Madrid (15), Barcelona (14), Paris Saint-Germain (12), Chelsea (12), Tottenham (12), Bayern de Munique (11) e Manchester United (11).


Rúben Dias, zagueiro de Portugal


Getty Images
Getty Images

Evolução meteórica: após sua primeira temporada no elenco principal do Benfica, o zagueiro Rúben Dias foi chamado à Copa do Mundo


Convocado ao escalão principal da seleção portuguesa pela primeira vez às vésperas da Copa do Mundo, mais precisamente no último mês de março, o zagueiro Rúben Dias infelizmente acabou sendo cortado por lesão àquela oportunidade. Mesmo assim, a confiança do técnico Fernando Santos no seu potencial seguiu intacta. E o jovem de 21 anos, um dos poucos jogadores que se salvaram na horripilante temporada do Benfica, merece o lugar conquistado entre os 23 que vão à Rússia.


Além dos atributos técnicos, é considerado muito maduro para a pouca idade que tem. Seu espírito de liderança era conhecido desde os tempos do Benfica B. Não à toa era capitão do time.


Quem lê o Blog Glorioso Encarnado tem conhecimento do talento de Rúben Dias desde abril de 2017, quando o defesa central foi colocado entre os destaques do time sub-19, vice-campeão da Uefa Youth League 2016/2017. Pouco tempo depois, em junho do mesmo ano, ocasião na qual o Benfica B ficou em quarto lugar na Segunda Liga de Portugal, tendo sido esta a melhor campanha dos "Bês" na história da competição, Rúben voltou a ser mencionado neste espaço como uma das jóias do plantel.


Ainda se referindo à lista de Portugal, também vale falar sobre as convocações do lateral-esquerdo Mário Rui (Napoli), dos meias Bernardo Silva (Manchester City) e Manuel Fernandes (Lokomotiv Moscou) e do atacante Gonçalo Guedes (emprestado pelo Paris Saint-Germain ao Valencia). Todos eles foram revelados pelo Maior de Portugal. E ainda poderia ter mais gente Made in Benfica nesse grupo, porém o treinador optou por deixar de fora os excelentes laterais-direitos Nelson Semedo (Barcelona) e João Cancelo (Valencia). De qualquer forma, são nomes (ambos têm 24 anos) a serem aproveitados em um futuro próximo.


A Seleção das Quinas está no Grupo B, onde tem como adversários a arquirrival Espanha, o Marrocos e o Irã do técnico português Carlos Queiroz.


André Carrillo, atacante do Peru


Getty Images
Getty Images

André Carrillo em ação pelo Benfica em fevereiro de 2017, quando deixou sua marca na vitória de 3 a 0 contra o Arouca, pela I Liga. O atacante peruano retornará de empréstimo ao Watford


O empréstimo do atacante André Carrillo ao Watford nesta temporada rendeu 1 milhão de euros aos cofres do Benfica. No clubes inglês, o jogador de 26 anos esteve em 30 partidas e balançou as redes duas vezes. Seu retorno ao Glorioso para a próxima temporada já é certo. Mesmo caso do lateral-esquerdo português Yuri Ribeiro, que estava no Rio Ave.


Na opinião deste que vos escreve, a diretoria benfiquista errou ao emprestar Carrillo para outro time em 2017/2018. Devido às sucessivas lesões que atingiram o setor, o treinador Rui Vitória encontrou muitos problemas para encaixar o meio-campo do SLB na última temporada. Nesse contexto, o atleta de 26 anos poderia ser útil ao elenco.


Por outro lado, jogar no Watford, que disputa um dos campeonatos nacionais mais competitivos do mundo, a Premier League, deu muita cancha ao atleta. A experiência adquirida na Inglaterra pode ajudar o Benfica em 2018/2019 - e a gente torce por isso.


André Carrillo está entre os nomeados pelo técnico argentino Ricardo Gareca para representar o Peru na Copa do Mundo - eles não jogavam o Mundial desde 1982. Inclusive, deixou sua marca na vitória de 3 a 0 sobre a Arábia Saudita, em amistoso preparatório para o certame. Entre os seus colegas de posição estão os ilustres Paolo Guerrero, capitão da delegação e o maior ídolo nacional desde Teófilo Cubillas, e Jefferson Farfán, que tem passagens por PSV e Schalke 04 e recentemente foi campeão nacional pelo Lokomotiv Moscou.


O Peru promete brigar com a Dinamarca pela segunda vaga do Grupo C, que tem a França como favorita à liderança e a Austrália como "azarão".


Eduardo Salvio, meio-campista da Argentina


Getty Images
Getty Images

Vice-campeão mundial em 2014, o benfiquista 'Toto' Salvio tentará o topo do mundo com a Argentina mais uma vez


Verdade seja dita: Eduardo Salvio não fez uma boa temporada pelo Benfica. Sofreu lesões e acabou perdendo espaço entre os titulares. Uma prova disso são os números: em 2017/2018, foram 34 jogos de águia ao peito; em 2016/2017, 42.


Por outro lado, quando se recuperou fisicamente, Salvio costumou entrar no decorrer das partidas. E, vejam só, o número de gols em 2017/2018 foi exatamento o mesmo de 2016/2017: nove bolas na rede. Mesmo com a média maior de gols, suas atuações estavam longe de convencer a torcida. Mas o técnico Rui Vitória nunca escondeu seu gosto pelo jogador. "Toto" tem 238 compromissos e 56 tentos de águia ao peito.


Mesmo tendo um rendimento abaixo das temporadas anteriores, o meia de 27 anos continuou a ser convocado para a seleção da Argentina. E agora caminha rumo à sua segunda participação em Copas. Quatro anos atrás, no Brasil, fez parte da delegação vice-campeã mundial sob o comando de Alejandro Sabella. Agora, a missão de tirar a Albiceleste da seca de títulos, a qual já dura mais de duas décadas, está nas mãos de Jorge Sampaoli.


A Argentina tem pela frente missões muito complicadas contra Islândia, Croácia e Nigéria.


Tyronne Ebuehi, lateral-direito da Nigéria


Reprodução/BTV - Benfica TV
Reprodução/BTV - Benfica TV

Benfica contratou o lateral-direito Tyronne Ebuehi junto ao ADO Den Haag, da Holanda


Aparentemente é lei a Nigéria ficar no mesmo grupo da Argentina na Copa do Mundo (risos). As Super Águias encontraram os argentinos na primeira fase em cinco das suas seis participações mundialistas, contando já com a edição de 2018 - as outras vezes foram em 1994, 2002, 2010 e 2014.


Na terceira rodada do Grupo D, no dia 26 de junho, Eduardo Salvio verá do outro lado seu mais novo colega de equipe, o lateral-direito Tyronne Ebuehi. O jovem de 22 anos estava no ADO Den Haag, da Holanda, desde 2014. Foi no clube da cidade de Haia onde o holandês naturalizado nigeriano despontou para o futebol. De lá para cá, foram 82 jogos e um gol marcado. Muito querido pela torcida das Cegonhas, o defensor chega ao clube da Luz com o grande desafio de concorrer com o português André Almeida pela titularidade.


Esta será a primeira Copa do Mundo de Ebuehi. Em sua apresentação ao Benfica, ele gravou um vídeo falando português para os torcedores. A publicação teve boa repercussão nas redes sociais do Maior de Portugal.


Andrija Zivkovic, meio-campista da Sérvia


Getty Images
Getty Images

O sérvio Andrija Zivkovic ganhou espaço no Benfica e vai à sua primeira Copa do Mundo


Revelado pelo Partizán Belgrado, um dos clubes mais populares e vitoriosos do seu país, o jovem Andrija Zivkovic não demorou a ser contratado pelo Benfica depois de conquistar o Mundial Sub-20 de 2015, na Nova Zelândia, pela Sérvia. Era o "maestro" daquela seleção, que derrotou o Brasil por 2 a 1 na grande final, na prorrogação.


Atualmente com 21 anos, o jovem foi um dos destaques do Benfica na temporada 2017/2018. Ganhou chances no time titular, juntamente com Rafa Silva, devido às lesões sofridas por Krovinovic e Salvio. Tanto ele quanto o português causaram boas impressões à massa encarnada, embora o título nacional não tenha vindo.


A convocação à Copa do Mundo de 2018 acaba sendo um prêmio pela temporada convincente, na qual jogou 30 partidas e anotou três tentos. Sua habilidade, sua intensa movimentação e o seu bom toque de bola podem ser úteis aos sérvios, postulantes a uma vaga nas oitavas de final do Mundial, para o qual estão de volta após oito anos de ausência.


Ao mesmo tempo em que a presença de Zivkovic entre os 23 foi uma agradável surpresa, a ausência do volante Ljubomir Fejsa, um dos pilares das Águias, também chamou a atenção - e deixou Portugal inteiro de queixo caído. "Xerife" da cabeça-de-área do SLB, ele não esteve nem na pré-lista.


Luka Jovic, atacante da Sérvia


Getty Images
Getty Images

Luka Jovic está emprestado ao Eintracht Frankfurt, onde vem adquirindo uma mentalidade vencedora que pode tornar o gigante Benfica ainda mais forte


Mais novo do que Zivkovic, Luka Jovic é outro jovem sérvio garimpado pelo Benfica. Revelado pelo Estrela Vermelha, maior campeão nacional, único clube sérvio campeão europeu e grande rival do Partizán, o garoto de 20 anos está emprestado ao Eintracht Frankfurt. Tem contrato com o clube alemão até o dia 30 de junho de 2019 - portanto, ficará fora de Portugal por mais uma temporada. Amadurecer o atleta em um cenário de futebol de alto nível aparenta ser uma decisão coerente da alta cúpula encarnada.


Mesmo tão novo, Jovic já tem seu nome gravado na história da agremiação de Frankfurt. Fez parte do antológico título da DFB-Pokal (Copa da Alemanha), conquistado com vitória de 3 a 1 contra o todo poderoso Bayern de Munique, no Estádio Olímpico de Berlim. Esta foi a quinta vez que as Águias venceram a copa nacional, honraria a qual não vinha há longos 30 anos.


Para refrescar a memória dos benfiquistas, Luka já foi acionado para quatro jogos do time principal: dois da I Liga, contra Boavista (vitória de 1 a 0 no Bessa, em 2015/2016) e Vitória de Setúbal (triunfo de 1 a 0 no Bonfim, em 2016/2017); um da Taça da Liga, frente ao Vizela (goleada de 4 a 0 na Luz, em 2016/2017); um da Uefa Champions League, diante do Bayern (empate em 2 a 2 na Luz, em 2015/2016). Pelo Benfica B, os números são mais expressivos: 18 jogos e quatro gols entre 2015/2016 e 2016/2017. No Eintracht, novo avanço: 27 embates e nove tentos.


Com a presença no Mundial 2018, o jovem atacante, que se movimenta bastante e tem boa finalização, já colhe os frutos que plantou em seu país natal, em Portugal e na Alemanha. A média de idade da delegação sérvia, inclusive, é de 26,7 anos, a quinta menor da Copa.


Haris Seferovic, atacante da Suíça


Getty Images
Getty Images

Seferovic tem 50 jogos e 11 gols pela Suíça e vai jogar sua segunda Copa do Mundo


Adversária da Sérvia na segunda rodada do Grupo E, marcada para 22 de junho, a Suíça também tem um jogador do clube mais vitorioso de Portugal entre os convocados. Trata-se de Haris Seferovic, 26 anos.


Com passagens por Grashopper, Fiorentina, Neuchâtel Xamax, Lecce, Novara, Real Sociedad e Eintracht Frankfurt e a participação no Mundial de 2014 na bagagem, o atacante veio a Portugal disposto a justificar a aposta da diretoria benfiquista. As Águias não desembolsaram valor algum para a aquisição, pois o contrato do jogador com as Águias de Frankfurt havia se encerrado.


O início de temporada de Seferovic foi avassalador, com gols no triunfo frente ao Vitória de Guimarães (3 a 1), pela Supertaça Cândido de Oliveira, nas dramáticas vitórias contra Braga (3 a 1) e Chaves (1 a 0) e na goleada no Dérbi com o Belenenses (5 a 0), pelas rodadas iniciais da liga portuguesa, e também no revés (2 a 1) para o CSKA Moscou, na estreia pela Uefa Champions League. Já na equipe nacional, balançou as redes nas vitórias contra Andorra (3 a 0) e Letônia (3 a 0), pelas primeiras jornadas das Eliminatórias da Copa do Mundo.


Contudo, a queda de produção ao longo do segundo semestre de 2017 e do primeiro semestre de 2018 foi brusca. Para se ter ideia, o camisa 9 da Nati saiu vaiado na partida em que o seu país carimbou o passaporte para a Copa do Mundo, diante da Irlanda do Norte, na Basileia. Haris Seferovic balançou as redes pela última vez no empate em 2 a 2 com o Vitória de Setúbal, pela última rodada da fase de grupos na Taça da Liga de Portugal, no longínquo dia 29 de dezembro do ano passado. Perdeu espaço ao longo da temporada e chegou até a ser recuado por Rui Vitória para o meio-campo, mas sem sucesso.


Mesmo em má fase, continua a ser bancado pelo técnico bósnio Vladimir Petkovic na seleção e terá a chance de se redimir no Mundial, onde a Suíça promete ter boa briga com Sérvia e Costa Rica por um lugar no mata-mata. Mesmo sendo a seleção de maior peso na chave, não custa nada ao Brasil redobrar a atenção frente aos seus oponentes.


Raúl Jiménez, atacante do México


Getty Images
Getty Images

Jogador mais caro da história do Benfica e ídolo do Glorioso, o mexicano Raúl Jiménez vai participar da Copa do Mundo pela segunda vez


Raúl Jiménez, RJ9 ou Papito, 27 anos, é um dos jogadores mais queridos pela torcida do Benfica atualmente. Mesmo não sendo titular absoluto da equipa, costuma ser decisivo quando entra durante as partidas ou quando tem de substituir o super-artilheiro Jonas no ataque do Maior de Portugal.


Revelado pelo America do México e com passagem pelo Atlético de Madrid, Jiménez é o jogador mais caro da história do Glorioso. O clube lisboeta desembolsou 21,8 milhões de euros para comprar seus direitos federativos junto aos Colchoneros. O camisa 9 do SLB e do México conquistou seis títulos em três temporadas na Terrinha: dois Campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Taça da Liga e duas Supertaças.


Ao todo, são 31 gols em 116 compromissos de águia ao peito. Muitos deles decisivos, como os contra o Rio Ave nos Arcos, em 2015/2016 e 2016/2017, ambos pela Liga, o gol no Dérbi com o Sporting (2 a 1), na Luz, em 2016/2017, os tentos contra o Vitória de Guimarães, no jogo do Tetra, na final da Taça 2016/2017 e na Supertaça 2017, e as bolas na rede diante de Braga, Feirense e Vitória de Guimarães, na última temporada. Um verdadeiro amuleto.


É verdade que faz parte da filosofia do técnico da seleção mexicana, o colombiano Juan Carlos Osorio, o rodízio de escalações. De qualquer forma, Raúl está garantido na Rússia e vai defender sua pátria na sétima competição internacional. Por La Tricolor, já jogou duas Copas América (2015 e 2016), duas Copas das Confederações (2013 e 2017), uma Copa Ouro (2013) e uma Copa do Mundo (2014).


Será que dessa vez o México vai quebrar a maldição e finalmente passar das oitavas de final?! Os primeiros compromissos não são nada fáceis: Alemanha, Coreia do Sul e Suécia são as concorrentes no Grupo F.