De volta ao Benfica, Alfa Semedo promete elevar a qualidade técnica do elenco

Getty Images
Getty Images

Um dos grandes destaques do Moreirense na temporada 2017/2018, o volante Alfa Semedo, 20 anos, é o novo reforço do Benfica


Com Portugal eliminado precocemente da Copa do Mundo e as equipes do país retornando às atividades aos poucos, a movimentação dos clubes no mercado de transferências volta a dominar o noticiário local. Nesta semana, o Sport Lisboa e Benfica contratou um jogador no qual são depositadas muitas expectativas positivas. O Glorioso acertou o retorno do volante Alfa Semedo, de 20 anos, ao seu plantel. O cabeça-de-área, que vem de excelente temporada pelo Moreirense Futebol Clube, foi recomprado pelas Águias pelo valor de 2 milhões de euros e assinou contrato de cinco temporadas com o clube da Luz.


Formado nas categorias de base do maior clube português, onde passou um ano e meio e conviveu com nomes como Ruben Dias, Renato Sanches e José Gomes (o "Zé Golo"), o jovem nascido na Guiné-Bissau foi emprestado ao Vilafranquense na temporada 2016/2017 e vendido ao Moreirense, então campeão da Taça da Liga, na janela de transferências para 2017/2018. Pela agremiação de Moreira de Cónegos, o meia defensivo entrou em campo 34 vezes (28 pela Primeira Liga, três pela Taça de Portugal e três pela Taça da Liga) e anotou três gols (dois pela Liga e um pela Taça da Liga). Foi protagonista de uma temporada onde o clube da vila de pouco menos de 5 mil habitantes arrancou pontos de Sporting e Porto, deu muito trabalho ao Benfica mesmo perdendo os dois encontros e assegurou a permanência na primeira divisão nacional.


Sua segurança para interceptar as investidas dos adversários, sua agilidade para trocar passes, seu forte condicionamento físico e sua obediência tática chamaram a atenção de diversos clubes, tais como Olympique de Marseille, Celta de Vigo e Club Brugge. Mas o seu destino acabou sendo o Benfica. Semedo já conhece a estrutura dos Encarnados e já está habituado à liga portuguesa: estes fatores certamente pesaram na decisão. Segundo o jornal português A Bola, o SLB ainda detinha 50% dos direitos econômicos do atleta, enquanto a outra metade pertencia ao emblema do Norte. Com a recompra, o passe volta a ser totalmente do clube lisboeta.


Veja o anúncio da contratação pelo Maior de Portugal


Arquivo/SL Benfica
Arquivo/SL Benfica

Alfa Semedo na época em que jogava pelos juniores do Benfica


Quando rumou a Portugal, Alfa já tinha certa experiência no futebol profissional do seu país natal: aos 16 anos de idade, defendeu o Balantas de Mansoa, filial do Belenenses na Guiné-Bissau e atual campeão nacional à época. Conforme informações do portal português Mais Futebol, o bissauense, ainda no período em que vivia na África, já se destacava nos treinamentos por assimilar com facilidade as orientações dos seus técnicos, e suas virtudes logo chegaram aos olhos do Benfica e do Liverpool. Por fim, como se sabe, o destino do "miúdo introvertido e disciplinado" (palavras do próprio site) foi mesmo a Terrinha.


Agora, mais maduro, o volante está disposto a encarar novos desafios e conquistar seu lugar. Sabe que a tarefa não é fácil, pois o sistema tático dos comandados de Rui Vitória só dá espaço para um cabeça-de-área de origem e esta vaga pertence a ninguém menos que Ljubomir Fejsa, um dos "xerifes" do elenco. Por outro lado, o condicionamento físico do sérvio foi um fator de preocupação após o término da temporada 2017/2018 e pode ter sido determinante para a sua ausência na convocação da seleção da Sérvia para a Copa do Mundo 2018.


Então, mesmo com o status de titular absoluto, Fejsa precisava de uma sombra. E Alfa Semedo - que, garante a imprensa portuguesa, veio a pedido de Rui Vitória - promete agregar qualidade ao plantel. "Fejsa é um grande jogador. Quero aprender com ele para tentar chegar ao mesmo nível", disse em entrevista à BTV - Benfica TV, sabendo que pode evoluir e que tem com quem aprender. Boa postura.


Vale acrescentar: enquanto esteve no Seixal, Semedo chegou a jogar mais avançado no meio-campo; em Moreira de Cónegos, foi acionado como zagueiro algumas vezes. Sua polivalência, portanto, pode ser muito útil à equipe. Mas ele frisa: "É importante saber jogar em várias posições, mas onde me sinto melhor é como 6 (ou seja, na "volância")". O miúdo se junta ao holandês naturalizado nigeriano Tyronne Ebuehi entre os africanos do grupo benfiquista.