Libertad...ores: o caminho para a sétima Copa

A Copa Libertadores é, sem nenhuma dúvida, o torneio de futebol mais apaixonante do planeta. Na última segunda-feira, torcedores e torcedoras pararam tudo o que estavam fazendo para sofrer e secar por...um sorteio. Preferências por adversários x ou y tiravam o sono de quase todos. 


Confesso que tinha quase certeza que o Boca enfrentaria logo de cara um dos brasileiros, afinal, as chances eram grandes. Mas o sorteio nos sorriu (?) e colocou o Libertad no caminho. Nada ganho. Um dos times que melhor campanha vem fazendo, que cresce e ganha experiência internacional a cada ano que passa e sem falar que neste século é o maior campeão paraguaio, superando os gigantes Olimpia e Cerro Porteño.


Gazeta Press
Gazeta Press

Caminho repetido? Na última vez, levamos o título.


Ainda assim, nos agarramos em nossa cabala. Boca e Libertad se cruzaram em duas edições da Copa. Em 1977 e 2007. Em ambas o Boca foi campeão. E na última, com um baile pessoal de Riquelme, que nos trouxe a classificação difícil com um golazo.


Se passarmos, Cruzeiro ou Flamengo será o adversário nas quartas. Dois times grandes, dois times de peso. E se quisermos ir mais longe, poderemos ter de novo o Palmeiras, talvez um Corinthians ou um tradicional Colo-Colo nas semis. Se ainda assim dermos um último passo e jogarmos a final, venha quem vier, será uma pedreira.


O caminho para conquistar a sétima Copa é um deserto de espinhos e animais famintos. Há que jogar. Há que dar tudo. De qualquer forma, para já, temos que pensar somente no Libertad. Um passo de cada vez.