Copa Argentina: Boca 6-0 Alvarado, com muita tranquilidade

A nova temporada do futebol argentino enfim, começou. Depois da pretemporada nos Estados Unidos, o Boca finalizou seus treinos na Casa Amarilla visando as três competições que terá pela frente: Libertadores, Superliga e Copa Argentina, essa que já nos trouxe o primeiro jogo.


Em cancha neutra, como de costume, o Boca enfrentou o Alvarado, do Torneo Federal A, equivalente a terceira divisão do futebol argentino. O estádio do Lanús foi palco de uma bonita festa. O Jugador Numero 12 fez uma linda festa e ressalto ainda a bonita presença da torcida dos adversário, que lotaram seu espaço com mais de 3 mil torcedores.


Prensa Boca Juniors
Prensa Boca Juniors

Mauro Zárate: reforço de peso para a temporada


Já em campo, a história foi contada só de um lado. Com um time ofensivo, Guillermo alinhou com o 11 que deve ser o titular também contra o Libertad na Libertadores. Rossi; Jara, Goltz, Magallán, Mas; Barrios, Pablo Pérez; Cardona, Zárate, Pavón; Wanchope Ábila. Um desenhado 4-2-3-1 onde Zárate jogou nas costas dos atacantes e, em sua estreia, foi o melhor em campo. Pavón novamente teve destaque com dribles e assistências e Wanchope segue mojando: já são oito gols nos últimos seis jogos oficiais. Pablo Pérez - que apesar de me parece rum nível abaixo - marcou dois gols. A dupla de zaga foi bem, marcando um gol cada.


Tévez ficou no banco e quando entrou, fez o gol de pênalti que fechou a vitória. Após a partida, disse que está feliz mesmo como suplente. O Apache entende que hoje seu físico já não lhe permite atuar 90 minutos todas as semanas e, com menos minutos, pode ser mais eficaz. 


O Boca fez o que deveria fazer: ganhou e goleou. E o fez com muita tranquilidade.