Boca 2-0 Libertad: goles de Copa

Os anseios por uma noite de Copa são proporcionais aos nervosismos do noivo que vê a futura esposa, de vestido branco, entrando pela porta da igreja. A transpiração na testa, as mãos tremulas, o olhar fixo. No final das contas, termina-se fazendo festa.


O Boca recebeu o Libertad em La Bombonera. Distante, o bar me recebeu. E também aos meus amigos. Entre tragos de Quilmes e Fernet, o gol de Wanchope Ábila logo no começo do jogo foi como o primeiro gole que abre a porteira das noites coperas. Em todos os sentidos. 'Lo lindo de estar aca con ustedes es poder sentirme más argentino.' A frase de um hincha do Gimnasia y Esgrima de Mendoza, que nos acompanhava sem sofrer com o jogo, traduz o sentimento de ver o jogo com outros conterrâneos que vivem em outro país. Entre um mendocino, um cordobês, um porteño e dois tucumanos, um sentimento de estarmos por lá. Da porta do bar para dentro, estavamos no meio da popular.


O sinal da TV cai. O segundo gol se festeja por rádio, como se fossemos transportados para 1967. 2 a 0, gol de Mauro Zárate. Qué pedazo de jugador! O trago segue, o jogo também, o sinal não. Como quando se está na tribuna, se alenta e não se atenta ao que acontece dentro de campo. Como daqueles que estão lá pra apoiar, muitas vezes dando as costas ao jogo e o coração para a hinchada. Não viamos nada, tomávamos a cerveja e festejavamos o momento.


Prensa Boca Juniors
Prensa Boca Juniors

Grito de gol: pelo rádio, festejamos o tento de Zárate


O sinal voltou com alguns minutos da segunda etapa já jogados. O suficiente para não ver muito, apenas o toque na ponta dos dedos de Andrada. Debutou com um milagro, no último minuto, em La Bombonera, num jogo de Copa. Não sei como será a história, mas a lenda está ai para virar realidade.


O resultado é bom - para não dizer ótimo. 2 a 0 em Libertadores vale mais que um casamento feliz. Ou não. Era duas da manhã, e no meio do truco pós jogo, a eposa do noivo já não está nada feliz. A noite termina, a Copa segue. E o bar estará lá, como La Bombonera, já esperando a próxima rodada.