Sancho merece ser a aposta do Borussia em 2018

Contratado junto ao Manchester City, o inglês Jadon Sancho teve um primeiro semestre difícil em Dortmund. Nova liga, novo idioma, uma pausa para defender a base da Seleção Inglesa na Índia e uma lesão. Os desfalques permitiram que o atacante começasse o ano com 180 minutos em duas partidas, e o saldo foi positivo.


Sancho parece ser mais Pulisic do que Emre Mor. O rendimento nos primeiros dos amistosos desse ano, contra Fortuna Düsseldorf e Zulte Waregem, foram de um jogador que, apesar da idade e falta de sequência, tem um estilo bem definido. Com apenas 17 anos, pode ser a revelação do time em 2018.


É difícil imaginar que Sancho ganhe muitas oportunidades no time titular porque a concorrência é grande. Em condições ideais, Reus, Yarmolenko, Pulisic e Philipp estão na frente na disputa por duas vagas. E ainda tem Aubameyang e Isak. Schürrle ainda existe? Talvez, mas prefiro acreditar que não. (me deixem)


Getty Images
Getty Images

Sancho teve atuação de protagonista nos últimos dois amistosos


Saindo do banco de reservas, Jadon pode repetir o que tem feito nos amistosos. Desinibido, dá a impressão de conseguir aliar bem transição e definição no último terço do campo. Ainda com imperfeições naturais para a idade, mas o Dortmund precisa aproveitar os minutos finais de partidas decididas para permitir a evolução do camisa 7.


Depois de uma rodada de promessas que vieram, não conseguiram vingar e partiram, a cautela virou regra nas avaliações. Mesmo assim Jadon Sancho inspira muita confiança no fato de que pode se tornar um grande jogador. O segredo talvez seja aliar a noção de que se trata ainda de um garoto e que o Dortmund tem muitas opções mais rodadas de quem se deva cobrar realmente alguma coisa.


Sancho merece ser a grande aposta do Borussia Dortmund em 2018 porque é o que tem condição de ser uma alternativa viável. Gostaria muito que Isak fosse o escolhido, mas o status de intocável Aubameyang não dá espaço para que o sueco cresça. Peter Stöger tem condições de lançar o atacante no time principal aos poucos, e com o time de volta nos trilhos essa escolha fica mais fácil.



Curta a página do blog Muralha Amarela no Facebook


Siga @muralhaamarela e @wpaneque no Twitter