O 'Vozão Pai D'égua' está no ar

Inicio hoje um sonho: escrever sobre minha maior paixão. Representar toda a nação do Maior Alvinegro do Nordeste não será uma tarefa fácil. Gostaria primeiramente de me apresentar: sou Mário Henriques, natural da capital, atualmente mestrando em Engenharia Civil. Minha história com o Mais Querido começou, resumidamente, em uma conversa despretensiosa de criança. “Não sei, vou perguntar ao meu pai qual time ele torce”, eu disse ao ser indagado sobre qual era meu clube de coração quando tinha 6 anos. A resposta do meu velho não poderia ser melhor. “Claro que para o Ceará, o maior do estado”.

Desde então minha paixão não parou de crescer. Veio a vontade de ir ao estádio. Fui. Gostei. Viciei. E o melhor, reacendi essa paixão em meu pai, afastado de estádios há quase 20 anos. Hoje em dia, ir ao estádio é parte da nossa rotina. Sou eternamente grato a ele por isso.


Mas o intuito não é falar de mim. Indo ao que interessa, vou descrever o porquê da escolha do nome do blog. Embora muitos pensem que o apelido “Vovô” se dê por ser o time mais antigo do estado, o real motivo é devido ao saudoso presidente Meton de Alencar Pinto. À época de seu mandato, os garotos da base do América Futebol Club treinavam no campo do Ceará e sempre escutavam a seguinte frase do presidente: “Vamos, meus netinhos, vamos aprender bem para açoitar o Fortaleza. Mas respeitem o Vovô aqui”. Assim, o apelido foi eternizado e seu aumentativo denota a grandeza do Ceará. Todos que gostam de futebol no Brasil conhecem o Vozão do Coração do Meu Povão. Já a expressão típica cearense “Pai D’égua” remete a quem traz harmonia e torna o ambiente acolhedor, associando o leitor diretamente ao meu querido estado. Além disso, o Vozão é conhecido como o “time pai d’égua”.


Nesse triste período sem jogos vou falar acerca de especulações e expectativas para o grande ano que vai ser 2018. A vontade de manter a hegemonia no estadual, o retorno à Copa do Nordeste, o eterno sonho da Copa do Brasil e o desafio de disputar mais uma Série A farão com que esse ano seja um dos mais importantes da história do Alvinegro de Porangabuçu. Como bom engenheiro, sou apaixonado por números e possuo uma planilha com dados do Ceará desde 2015. Além disso, recentemente fiz um apanhado sobre a opinião dos torcedores acerca do melhor XI do Ceará entre 2007 e 2017 que pretendo apresentar aqui.


Mario Henriques
Mario Henriques

Recorde de público no jogo do acesso contra o ABC: 59.999 torcedores


Agradeço a todos que me proporcionaram representar o Ceará em rede nacional e espero contar com vocês nessa nova empreitada. Um salve para a Torcida Setor 6, o TwitteirosCSC, o Pontuação Moral e o Resenha C7S. Bora junto. Bora, Vozão Pai D’égua!