Ceará precisa melhorar a pontaria para mais um clássico-rei

Domingo dia 4 tem mais um clássico-rei, válido pela segunda rodada da segunda fase do Manjadim. Porém, em sábia (porém rara) decisão da FCF, será a estreia do Alvinegro nessa fase. Isso porque o jogo da primeira rodada, contra o Uniclinic, estava marcado para sexta-feira dia 2. Como jogamos na quarta-feira 28, ficaria inviável essa data e o jogo foi adiado. Para domingo, temos que consertar um aspecto. A finalização.


Sim, nosso time tem uma excepcional média de gols marcados no ano. Nosso ataque fez 28 gols em 15 jogos, atingindo média de 1.87 gols por jogo. Média próxima a 2 tentos por partida. Se considerarmos apenas o estadual, essa média vai para 2.44 gols por jogo, ou quase 5 gols a cada duas partidas. Mas isso não condiz com as chances criadas, tanto pelo time dito titular, quanto pelo reserva (embora esse tenha feito mais gols por jogo, muito em conta também da fragilidade dos times que enfrenta). 


Contra o Atlético-PR pela Copa do Brasil, o Ceará abusou de perder gols. No compromisso mais difícil do ano, achei bom o comportamento do Vozão, mas faltou capricho na hora de decidir. Embora tenha jogado desde os 25 minutos do 1º tempo com um a mais, a experiência mostrou que na Série A o buraco é mais embaixo. E precisamos ser cirúrgicos. Não o fomos.


Gazeta Press
Gazeta Press

Faltou pontaria para ganharmos do Furacão.

Com incríveis 28 finalizações no jogo, o Ceará só realizou 7 ao gol. Um aproveitamento de 25%, muito aquém do esperado. Chances claras como a do Felipe Azevedo, que deixou o goleiro na saudade mas não pegou em cheio na bola (vulgo aquele termo de racha que todo cearense que se preza conhece), provam que o problema da finalização é real. O Felipe, inclusive, fez uma bela partida, melhorando muito seu rendimento. Como o resto do time, pecou nas finalizações. Outro aspecto é que o time demonstrava um certo nervosismo ao tentar chutar de todos os cantos do campo. Em bola mal afastada pelo goleiro, Carioca tentou (de direita!!!) fazer o gol que Pelé não fez. É claro que não deu certo. E me enfureceu.


Site oficial do Ceará SC
Site oficial do Ceará SC

Felipe Azevedo vem melhorando seu rendimento.


Esse problema já havia ocorrido no jogo contra o Londrina e contra o Maranguape (apesar do 5x1). Não pode continuar assim. É necessário que o Ceará acerte o pé para o jogo de domingo. Embora seja apenas o primeiro jogo da segunda fase, é sempre bom se dar bem em cima do rival.


Ao meu ver, se impusermos o ritmo que impomos no último jogo e melhorarmos a pontaria, conseguiremos um bom resultado no clássico. Nesse jogo, aliás, faria uma mudança em relação ao time que atuou contra o Atlético-PR. Colocaria Ricardinho no lugar de Andrigo, que nada vem rendendo. Assim, Wescley seria deslocado para a ponta e Ricardinho jogaria como vinha jogando. Ainda acho cedo para cravar Arthur no lugar de Elton, apesar de achar que essa mudança ocorrerá naturalmente num futuro não tão distante.


Site oficial do Ceará SC
Site oficial do Ceará SC

Arthur Cabral comemora mais um gol: artilheiro do ano e próximo da titularidade.


No mais, desejo que o Ceará melhore a pontaria e consiga mais uma vitória em clássicos. A quem vai ao estádio (infelizmente não poderei ir), que faça uma festa bonita e aja em paz. Pra cima deles, Vozão!