Estatísticas dos 20 primeiros jogos do Ceará em 2018

Sim, sei que o Vozão já fez 21 jogos. Porém, por efeito do fim de semana e feriado, preferi adiar um pouco a postagem dos 20 primeiros jogos e postar em um dia útil.


Como havia combinado na postagem dos primeiros 10 jogos, essa é uma das matérias fixas que pretendo deixar aqui no blog. Ao longo desses 20 primeiros jogos, muitas observações podem ser feitas e conclusões tiradas. Setores que precisamos de reforços, setores que estamos bem, aspectos que podem melhorar. Vamos às estatísticas coletadas e compará-las com os últimos 4 anos (entre 2015 e 2018).


APROVEITAMENTO


Nesses últimos 4 anos, foi a primeira vez que o Ceará não mudou de treinador. E como é bom observar que um trabalho com prosseguimento dá frutos. Marcelo Chamusca tem o domínio do elenco, tanto que possuímos um time dito titular e outro reserva. Apesar de algumas ressalvas a suas escolhas (podem ser lidas aqui), tenho certeza que o treinador vai corrigir. São 12 vitórias, 5 empates e 3 derrotas, totalizando 68.3% de aproveitamento. Pelo Campeonato Cearense, 7V, 3E, 2D; pela Copa do Nordeste, 3V, 0E, 1D; pela Copa do Brasil, 2V, 2E, 0D. Por coincidência, entre 2015 e 2018, o Ceará sempre teve 12 vitórias nos primeiros 20 jogos. 


Mário Henriques
Mário Henriques

Aproveitamento do Ceará nos primeiros 20 jogos dos últimos 4 anos.


ATAQUE


Apesar do problema crônico nas finalizações, o ataque desse ano é o melhor dos últimos anos. Com média de 1.90 gol por jogo, o Vozão tem mais gols que cartões amarelos. Apesar das laterais criticadas, o Ceará possui 16 gols (quase metade) originados de cruzamentos, além de 7 participações diretas em gols por parte de atletas da posição (2G, 5A). Isso é comprovado pelo elevado número de gols de cabeça: 7. O escanteio parece ser também uma grande arma, 3 gols originados diretamente dessa jogada (fora os que o escanteio não é o último toque antes do gol). São 10 gols pela esquerda e 9 pela direita. Diferentemente dos últimos dois anos, esse ano tivemos um gol de falta nesse período. 


Mário Henriques
Mário Henriques

Como foram os gols do Vozão.


Mário Henriques
Mário Henriques

Como foram as assistências do Vozão.


DEFESA


Setor que começou preocupante, deu uma melhorada mas não convence 100% ainda. Possuímos, junto com 2015, a pior defesa nos últimos anos, com 19 gols sofridos (quase 1 por jogo). Mas, se tem uma coisa que chama a atenção no time desse ano, é o número de cartões. O Ceará só levou 37 amarelos (1 a menos que gols) e 1 vermelho (por um descontrole isolado). Comparado com 2015 (55CA, 2CV), 2016 (46CA, 1CV) e 2017 (57CA, 2CV), o time desse ano se mostra bem mais fair play


Mário Henriques
Mário Henriques

Gols marcados e sofridos a cada 5 jogos.


RENDA E PÚBLICO


Esse ano, embora seja de ouro para o Alvinegro, não vem sendo bom no quesito torcida no estádio. Com o maior público sendo o do jogo decisivo contra o Atlético PR na última quinta com quase 15000 pessoas, o torcedor vem deixando a desejar. Isso reflete na renda líquida* do clube, menor desde 2015. Não sei se devido à violência, ao preço do ingresso ou ao calendário apertado onde jogo do Ceará mais parece um curso de inglês (toda terça e quinta), a verdade é que não estamos comparecendo bem ao estádio. A média de 5758 torcedores por jogo é a pior desde 2015. Claro que vale ressaltar que nenhum clássico foi contado como mando nosso, mas ainda não está no ideal. Na Copa do Nordeste, em dois jogos, o Ceará ficou com balanço negativo. 


* A CBF ainda não divulgou a renda líquida do jogo Ceará 1x1 Atlético PR. A renda bruta foi de R$134,172.00.


Mário Henriques
Mário Henriques

Público total e renda líquida do Vozão.


DESTAQUES INDIVIDUAIS


 Resolvi colocar aqui por tópicos. Dá uma ideia geral de como os atletas vêm atuando:


Mais jogos


1. Arthur Cabral - 18
2. Éverson - 16
3. Felipe Azevedo - 15


Mais gols


1. Arthur Cabral - 9
2. Andrigo - 6
3. Elton e Roberto - 4


Mais assistências


1. Arthur Cabral, Juninho e Luidy - 3 


Mais participações gerais em gols (G+A)


1. Arthur Cabral - 12
2. Andrigo - 8
3. Elton, Felipe Azevedo e Roberto - 5


Mais cartões amarelos

1. Pio e Rafael Carioca - 4
3. Elton, Juninho, Leandro Silva, Patrick William e Richardson - 3


Mais cartões vermelhos


1. Arthur Cabral - 1


Quem mais saiu


1. Elton - 9
2. Ricardinho - 6
3. Wescley e Andrigo - 5


Quem mais entrou


1. Arthur Cabral - 10
2. Luidy e Wescley - 6


Quem mais esquentou banco


1. Renan - 13
2. Leandro Silva e Patrick William - 11


Quem foi mais vezes capitão


1. Richardson - 9
2. Ricardinho - 6
3. Ernandes e Éverson - 3


É interessante notar que em 2017 nosso artilheiro foi Magno Alves com 10 gols. Esse ano, o menino Arthur Cabral já fez 9 com 20 jogos. 


Site oficial do Ceará SC
Site oficial do Ceará SC

Rei Arthur é o líder em jogos, gols e assistências nesse início de ano.


A postagem fica por aqui, mas o Vozão não para. Faço parte da equipe do VozãoCast (segue o perfil no Twitter, gandaia!). Iniciativa de torcedores para informar ainda mais o torcedor alvinegro. Temos plataforma no Megafono e YouTube, além de estarmos disponíveis em iOS e Android, basta procurar VozãoCast no app Podcast. O último episódio fala sobre os últimos 7 dias do Ceará, além do jogo de hoje, confere aqui.


Falar em hoje à noite, já tem Copa do Nordeste. O confronto é frente ao CSA e pode nos garantir a primeira colocação no grupo. Vamo, Vozão!


Pra quem quiser conhecer a galera do VozãoCast:


 Arthur Aguiar, Brian Mendes, Hallan Cunha, Mateus Carvalho, Mateus Moura, Nathan Paes, Rafaela Brasileiro (Meu Sangue é Alvinegro), Ygor de Castro (Herói Alvinegro) e Yuri Ibiapina.