Vai ser preciso o Ceará passar outra vergonha para se reforçar?

Tá difícil não cornetar depois dessa sola para o Flamengo. Será preciso mais alguma vergonha dessas para contratarmos? Para contratarmos não, melhor, para nos REFORÇARMOS?! O 3x0 na Arena pro rubro-negro carioca não foi um placar justo. O justo seria bem mais, e eu agradeço ao Éverson por não ter sido. Uma atuação que não me deu nem raiva. Me deu pena.


Gazeta Press
Gazeta Press

O Ceará foi lamentável nessa tarde de domingo


Um time apático ofensivamente. Demos UM CHUTE A GOL em 90 minutos com um lateral, de fora da área. Três partidas com 2 finalizações a gol dentro da área. Hoje, inclusive, não fomos capazes de entrar na área UMA VEZ SEQUER. A criação era nula. Reina até tentava, mas de que adianta tentar? Queria entender onde eu estava em 2010 e 2012 quando o colombiano, para alguns torcedores, deixou tantas saudades. Reina nunca foi e nunca será nossa solução. Wescley também vem mostrando que não, entrou e nada fez. Richardson até deu um up no meio campo, mas uma andorinha só não faz verão.


Entendem agora o que eu quis dizer de Juninho domingo passado? Jogador DISPLICENTE, é isso que ele é. Minha paciência acabou com esse cara que acha que é o Kroos. Mais uma vez deu um gol com esses passes patéticos que eu havia atentado rodada passada. Outro que não tenho mais paciência é Felipe Azevedo. Minha crítica era em seu posicionamento, mas hoje jogou mais próximo do gol e foi novamente desastroso.


Site oficial do Ceará SC
Site oficial do Ceará SC

Discrepância: Juninho foi péssimo, Paquetá destruiu


A defesa, que tanto passava solidez, foi caótica. Romário conseguiu ser pior que Rafael Carioca e foi pivô no segundo gol. O terceiro gol foi na bola aérea, e eu havia atentado no último VozãoCast que o Flamengo seria um teste mais difícil nessa jogada. Fomos reprovados. Apesar disso, dentro do possível, a tríade de zagueiros não foi mal. Mas eu não a utilizaria novamente. Voltaria com o 4-5-1, mas colocaria dois volantes pegadores: Naldo e Richardson.


Chamusca até tentou modificar o esquema, mas esbarrou, novamente, na FALTA DE PEÇAS. Vi críticas à escolha de Roberto em detrimento de Juninho Piauiense. Mas ele iria colocar um jogador fora de forma nesse jogo? Seria sem sentido. Repito minha opinião sobre a contratação desse rapaz: bola MUITO FORA da diretoria. Pode dar certo? Pode! Mas é assustador ver seu time apostando em jogador indisciplinado, fora de forma e, o pior de tudo, acusado na justiça por agressão a mulher.


Como se não bastasse a péssima atuação do time, a Arena Castelão se superou em desorganização. Chegando ao estádio por volta de 15h20, uns 10 ônibus estavam saindo do estacionamento, gerando confusão e trânsito. Ao perguntar aos funcionários que organizavam a saída do que se tratava, disseram que isso era de um evento. Porra, qual evento seria mais importante que um jogo de futebol num estádio de futebol?! Não engulo burrice. Porque isso não tem outro nome. Não vou nem citar a saída, com uma demora de mais de 1h30min apenas PARA SAIR DO ESTACIONAMENTO.


Vale ressaltar o único ponto positivo dessa tarde desastrosa: a torcida. Ah, que festa linda. Chegamos junto, e precisamos seguir junto ao time. Ele vai precisar de nós. Bela festa dos alvinegros, estamos de parabéns pelo excelente público de mais de 50 mil pessoas. Uma pena que o time não correspondeu.


Mário Henriques
Mário Henriques

Mais de 50000 torcedores acompanharam o vexame do Ceará


Finalizando, foi uma partida lastimável, digna de pena. Não há como crucificar Chamusca, ele fez o que pôde. Faltam peças. Perder para o Flamengo é normal. O que não é aceitável é perder como perdeu. Apático. Entregue. Sem vontade. Mas uma coisa é certa: melhor levar essa doidinha na terceira rodada. Que a diretoria ABRA O OLHO. Rápido!