Quem fica e quem sai no Chelsea? – Parte Final

Sem novidades, e com o Chelsea ainda procurando resolver a situação do comando técnico, vamos para a última parte do especial que analisa os jogadores na temporada. Desta vez, fomos de Willian até Hazard.


Para acessar a primeira parte do especial, clique aqui. Para acessar a segunda parte, clique aqui. A terceira e penúltima parte pode ser conferida clicando aqui.


Atacantes - #22 Willian – 29 anos


Autor do Gol da Temporada e eleito o Jogador do Ano pelos seus companheiros, Willian também foi um dos destaques na fraca temporada do Chelsea. Na Premier League, participou de 36 jogos, 20 como titular. Em comparação com a última temporada, na qual jogou 34 partidas, 15 como titular, o brasileiro teve mais espaço para se destacar.


Todavia, apesar da grande segunda parte da temporada, o camisa 22 entrou em atrito com Antonio Conte e teve a presença entre os 11 inicias preterida em diversos confrontos importantes, como na final da FA Cup contra o Arsenal.


Com contrato até 2020, seu nome é muito ventilado para uma possível saída na atual janela de transferências. Uma eventual troca com Martial, do Manchester United, também chegou a ser cogitada, mas, por mais que se possa fazer dinheiro em uma hipotética venda, não seria prudente abrir mão do jovem de 29 anos.


Tempo de contrato: até 30/06/2020.
Importância dentro do elenco: ★★★★✫
Valor no mercado: £28.80m.


Atacantes - #11 Pedro – 30 anos


Um grande primeiro ano com Antonio Conte, e depois uma queda de rendimento. É possível definir assim a trajetória de Pedro na gestão do técnico italiano. Neste biênio foi preterido diversas vezes pelo esquema 3-5-2 e pelo brasileiro Willian.


Na temporada em que fomos campeões, o camisa 11 participou de 35 jogos do campeonato inglês, 26 como titular, com nove gols e seis assistências. Em 2017/18, foram 31 partidas, 17 como titular, com quatro gols e uma assistência.


Seu contrato termina daqui a 12 meses, e apesar de existir a opção dos Blues de renovarem por mais um ano, seria coerente vender o atacante, que dá sinais nítidos de queda de rendimento.


Tempo de contrato: até 30/06/2019.
Importância dentro do elenco: ★★★✫✫
Valor no mercado: £22.50m.


Getty Images
Getty Images

Willian e Pedro deveriam seguir caminhos diferentes em 2018/19


Atacantes - #9 Álvaro Morata – 25 anos


Talvez a avaliação mais polêmica do plantel. Contratado a peso de ouro para substituir Diego Costa, Morata teve um começo muito promissor. Depois se machucou, e quando voltou não foi mais o mesmo. Na Premier League foram 11 gols em 31 jogos, 24 como titular.


Não tem como ficar em cima do muro em uma situação dessas. O espanhol decepcionou em seu primeiro ano como Blue? Sim. Mas o alto valor investido e o fato de ser jovem e com um longo contrato pela frente, faz com que o blogueiro se sinta confortável em dar uma segunda chance ao camisa 9. Em ano de Liga Europa e Premier Legue, não há dinheiro em excesso para ser gasto.


Caso uma proposta chegue e o valor seja perto do que pagamos ao Real Madrid, 70 milhões de euros, aí a situação é completamente diferente. Mas emprestar, ou até mesmo um empréstimo com opção de compra para outros clubes, é rasgar dinheiro.


Tempo de contrato: até 30/06/2022.
Importância dentro do elenco: ★★★✫✫
Valor no mercado: £58.50m.


Atacantes - #18 Olivier Giroud – 31 anos


Uma contratação útil. Apesar de ter brilhado somente e em sua maior parte no final da campanha do título da FA Cup, Giroud trouxe alternativas que Morata não conseguiu no comando do ataque. A maior delas? A arte de fazer um bom pivô.


Os números não indicam uma grande passagem até o momento – são três gols em 13 jogos na PL e dois gols em quatro jogos na FA Cup -, mas o custo-benefício se provou válido para o Chelsea.


Com contrato até 2018/19, não há porque não manter o francês no elenco.


Tempo de contrato: até 30/06/2019.
Importância dentro do elenco: ★★★✫✫
Valor no mercado: £16.20m.


Atacantes - #10 Eden Hazard – 27 anos


O craque ofensivo do Chelsea. Sua liderança técnica é imprescindível para os Blues. Os números podem não apontar muitas coisas boas, mas qualquer um que acompanha os jogos sabe que sem ele não há vida. Se em outros tempos tínhamos diversas lideranças técnicas dentro do elenco, não podemos falar o mesmo do atual momento.


Hazard é o maquinista azul e uma saída, independentemente do valor, seria um duro golpe à identidade azul. Há vida após Hazard? Claro que há - sobrevivemos ao fim de ciclo de Terry, Lampard, Drogba, Zola -, mas a que custo?


Para o bem do Chelsea e de seus torcedores, é necessário ouvir o belga, que pede reforços para competir pelo título, e renovar o seu contrato.


Tempo de contrato: até 30/06/2020.
Importância dentro do elenco: ★★★★★
Valor no mercado: £99.00m.


Getty Images
Getty Images

Hazard tem que permanecer


Por não terem tido tempo de jogo suficiente na atual temporada e por ser uma injustiça avaliar uma amostra tão pequena, Michy Batshuayi, Kenedy e Charly Musonda não serão avaliados.


Sem explicação: A indefinição que ainda ronda a offseason do Chelsea é bizarra. A Copa do Mundo vai começar, e precisamos de um técnico até lá.


Em tempo: Laurent Blanc seria uma alternativa muito aleatória. Mas, no estágio atual, qualquer coisa menos o Conte já é lucro.


Dica de blue: A gente sabe que você também tem o sangue azul. Apoie o Chelsea Brasil e ajude a escrever a nossa história! Link direto para a campanha: https://goo.gl/6AAUzD.


Corneta da semana: Seri no Chelsea? Não temos nem treinador... como pensar em reforços?


*Valores e tempo de contrato via transfermarkt; informações de jogos via site oficial do Chelsea