Os vencedores e perdedores da ‘Semana Liverpool'

O Chelsea segue invicto na Premier League, mas o nosso estilo já começa a ser combatido pelas grandes equipes do campeonato. Foram dois jogos contra o Liverpool na última semana: uma vitória épica no Anfield e um empate no Stamford Bridge. De semelhanças, o protagonismo de Hazard. Todavia, é interessante notar a rotação que foi feita para o jogo da Carabao Cup.


Caballero, Christensen, Cahill, Emerson, Fàbregas e Moses tiveram oportunidades na equipe titular, que sofreu até o nosso belga e Kanté entrarem na partida. Ademais, o golaço do camisa 10 que nos garantiu na próxima fase só evidencia a bela fase pela qual o hoje, melhor do mundo, está passando com a camisa dos Blues.

Na partida do fim de semana, com a volta dos titulares, enfrentamos condições adversas: pela primeira vez, Jorginho não teve o habitual protagonismo, o que obrigou Kovacic e Kanté a participarem mais da distribuição do nosso jogo ofensivo. O gol de Eden nasce da pressão adversária em cima do nosso camisa 5, que possibilitou ao croata emprestado pelo Real Madrid enfiar a bola para o nosso craque.


Por outro lado, Kepa se mostra ainda em franca adaptação, e como o próprio blogueiro falou em outros textos, não devemos esperar grandes feitos do nosso novo arqueiro, visto que a oscilação entre grandes defesas e possíveis falhas é grande.


Sem mais delongas, vamos aos vencedores e perdedores desta dupla de jogos contra a equipe de Liverpool.

Vencedores

Eden Hazard: É impossível não falar da fase monstruosa que o belga vive com a nossa camisa. São seis gols e duas assistências pela Premier League, o que o coloca como o artilheiro do campeonato até agora. Depois de seis anos, é possível falar que o craque assumiu o seu protagonismo no clube de Londres. Hoje, ele é, de longe, a principal referência técnica de um time que já teve Drogba, Lampard e Terry como pilares azuis.


Uma renovação de contrato que antes parecia longe pode estar mais perto do que se pensava. Cabe a diretoria aproveitar o momento e aumentar o vínculo com o belga, antes que seja tarde demais.


Getty Images
Getty Images

O momento é de aplausos para Eden Hazard


N’Golo Kanté: É inegável que a sua troca de posicionamento é um desafio assustador, para os mais conservadores. Ainda estamos em fase de adaptação, mas observar que a iniciativa de repetir o francês como o ‘nosso Allan, do Napoli’ pode dar certo é gratificante.


No jogo contra o Liverpool, pela Premier League, o monstrinho fez a sua melhor partida na nova função, desafogando Jorginho e ajudando Kovacic na distribuição do jogo. Se não fossem os erros de outros jogadores, Kanté teria dado duas assistências, inclusive. Uma delas foi na bola que Eden Hazard perdeu na cara do goleiro, pouco antes de levarmos o empate. Abaixo, um vídeo que resume bem como tem sido a temporada do campeão mundial no novo Chelsea.




Menções honrosas: David Luiz e Kovacic. O brasileiro fez uma grande partida no nosso estádio, já o croata está mostrando que a sua contratação foi, de certa maneira, eficiente.


Perdedores


Olivier Giroud/Álvaro Morata: O melhor sempre vai estar no banco. Se o Chelsea consegue criar inúmeras chances, ter o controle da bola na maioria das partidas, coisa que não ocorreu no duelo do campeonato inglês, não é por mérito dos centroavantes. Tanto Giroud como Morata estão devendo na posição – vimos isso nos dois jogos. O primeiro, campeão mundial sem marcar gols, ainda consegue fazer um pivô e por isso é o melhor do Chelsea no quesito assistências, com três. Mas, tirando este ponto positivo, é complicado. O espanhol sofre com um problema de auto-confiança que faz com que o seu futebol seja pífio, sem sorte e extremamente frustrante.

O autor deste texto tenta dar um tempo ao atacante, visto que o seu valor foi muito alto. Entretanto, até agora, é uma decepção. Se formos lembrar, Diego Costa é a soma de Álvaro Morata com Olivier Giroud, com um bônus: sabia marcar gols. De qualquer maneira, temos que acreditar que algo vai mudar. Caso contrário, um novo goleador chegará.

Menções honrosas: não há um jogador que tenha desempenhado um futebol tão abaixo como os dois centroavantes. Willian, Emerson e Alonso tiveram alguns momentos bem ruins, mas os três têm crédito, inclusive Palmieri marcou o nosso gol de empate na Copa da Liga.


É semana de Europa League e será que dessa vez Sarri vai rodar o elenco? Esperamos que sim porque Manchester City e Liverpool não estão de brincadeira na Premier League.