Ayrton da Fiel, aquele que lutou até ser eterno

Não poderia ser diferente. O clube que acolhe o povo, teve e tem entre seus admiradores, figuras admiradas pelo povo. E quiçá a mais ilustre, ou pelo menos uma das que inspira maior orgulho, está Ayrton Senna da Silva. O Ayrton da Fiel, aquele que lutou até ser eterno.


O maior piloto de Fórmula 1 da história se orgulhava de ostentar o brasão do Corinthians no peito. Não à toa, junto com todos os brasileiros, porém de maneira especial, a nossa torcida vibrou com cada conquista do ídolo. E acreditem, não foram poucas.


Divulgação
Divulgação

Senna da Fiel, o mais ilustre corinthiano


Em 1988, 90 e 91, Senna fez o brasileiro acordar cedo e dormir feliz, orgulhoso de poder dizer que o maior do mundo era nosso. E como era. Com sua Lotus preta e dourada, ou sua Mclaren, marcou época e criou uma sombra enorme, que jamais foi transposta por outro piloto brasileiro.


24 anos depois, o clube que lhe deu muitas alegrias, fez bonito ao homenageá-lo. A glória máxima. Estampar o manto sagrado do nosso Coringão. Ter todo o desenho do uniforme inspirado em sua vida. Quem sou eu para dizer, mas se pudesse chutar, diria que Ayrton sorriu no céu, com a beleza de sua tão querida camiseta.


Divulgação
Divulgação

Pedrinho foi escolhido pela Nike como o garoto propaganda


Das 41 listras para cada vitória ao slogan de toda a marca. O amor da Fiel por Ayrton está representado. Àquele que sempre soube que desistir nunca foi uma opção, o nosso abraço! E que nossos atletas vivam pelo lema escolhido e lutem até serem eternos. As curvas de San Marino podem ter tirado você de nós, mas nossa paixão não acaba.


QUER ACOMPANHAR A PÁGINA NO INSTAGRAM? SIGA LÁ! 




 

 

 


View this post on Instagram


“Ayrton da Fiel, aquele que lutou até ser eterno” - Link na bio! #luteatésereterno


A post shared by Epidemia Corinthiana - Blog (@epidemia_blog) on