Corinthians sai de cabeça erguida após mais um jogo contra o juiz

O Corinthians amassou o São Paulo na Arena Corinthians, neste sábado. Em condições normais, ganhamos o jogo. Pena que tivemos que enfrentar o árbitro também.


Em um de seus primeiros acertos, Jair escalou os onze melhores titulares que temos para o momento. Carlos Agusto, Araos e Danilo entraram, e suas atuações foram determinantes para o andar da partida.


Bruno Teixeira / Agência Corinthians
Bruno Teixeira / Agência Corinthians

A Fiel deu show mais uma vez, lotando a Arena Corinthians


Desde o primeiro minuto, superioridade corinthiana. As linhas de marcação souberam ser compactas, e o lado esquerdo, pela primeira vez em meses, não foi um buraco. Carlos Augusto mostrou maturidade, e muita velocidade, em todas suas decisões. Grande jogo.


A pressão do Coringão se manteve até que abrimos o placar com Danilo, em lance que a bola entrou claramente, mas o juíz não deu. Levanta a questão essencial: para que serve o fiscal de quero-quero? Vergonha. Lances depois, Romero foi derrubado criminosamente na área por Bruno Alves, que já tinha amarelo. Lance ignorado.


Angelo Araos, num raro momento de infelicidade de algum corinthiano hoje, foi expulso num lance infantil. Que bom que ainda tem idade para culpar, mas daqui da frente não pode se repetir.


O Corinthians se mostrou enorme no segundo tempo. Amassamos o São Paulo, acuando-os para a defesa até que nosso gol saiu. Golaço do ídolo Ralf. Pena que o resultado não foi o justo, com o empate do rival, que nunca nos venceu em casa.



Por mais uma vez, o Corinthians sai de campo derrotado por culpa da arbitragem, mas dessa vez, com um sentimento gostoso de provar a todos que ainda somos imponentes.


NÃO PERCA OS TEXTOS - SIGA O BLOG NO INSTAGRAM




 

 

 


View this post on Instagram


“O Corinthians sai de cabeça erguida após mais um jogo contra o juiz” - Link na Bio!


A post shared by Epidemia Corinthiana - Blog (@epidemia_blog) on