Jogador, vem pro Mineirão!

Confesso que tenho andado bastante desmotivado nesses últimos dias. O futebol tem sido a causa de todo esse desânimo; de um tempo pra cá, a euforia inicial de belos jogos e ótimas tramas ofensivas deu lugar à melancolia de jogos burocráticos e fracos, quase sempre culminando em derrota.


O tom de crítica aumentou sensivelmente nesses últimos três jogos. Sem nenhum gol marcado e em superioridade numérica em sua maioria das vezes, o time conseguiu complicar - e muito - sua situação na Libertadores e figurar entre os últimos nesse começo de Brasileirão.


Giazi Cavalcante/Código19/Gazeta Press
Giazi Cavalcante/Código19/Gazeta Press

Sofremos duas derrotas consecutivas no Brasileiro com um jogador a mais


Num campeonato como o do Brasileiro, em que bate campeão quem coleciona menos derrotas, partimos com uma desvantagem gigantesca. Sem contar que nunca fomos desclassificados em fase de grupo da Libertadores, e o revés pode significar um vexame histórico que certamente vai manchar para sempre a gestão Wagner/Itair.


Para piorar a situação, jogadores rodados do elenco não estão conseguindo lidar com as justas críticas, ficando nesse exercício patético de autocompaixão e de ingratidão pela conquista recente do Mineiro (oi?), atitude que não combina com uma instituição gigante como o Cruzeiro Esporte Clube. Se no futebol o que conta é o hoje, no Cruzeiro então o que conta é o agora. E sem essa de título regional, que nada mais é que obrigação num campeonato de par/ímpar.


Aliás, competição regional nem deveria ser vista como parâmetro, haja vista os fracassos nas competições que realmente contam, como o Brasileiro e a Libertadores, em que foram colecionados 2 empates e 3 derrotas, com 2 gols a favor e 6 contra, rendimento de time candidato ao rebaixamento. Portanto, não me venham chorar as críticas, voltem a jogar o futebol que vocês sabem, pois apoio nunca faltou!


GazetaPress
GazetaPress

Vencer o Mineiro foi bom pela rivalidade, mas não é e nunca foi a máxima aspiração do torcedor cruzeirense


Falando em apoio, o torcedor celeste nunca decepcionou quando convocado. Sempre esteve presente no Mineirão, tanto nos bons quanto nos maus momentos, respondendo aos chamados de técnicos e jogadores. Então que tal fazermos diferente dessa vez? Vamos convocar jogador, para estar presente conosco no próximo importantíssimo compromisso pela Libertadores da América. Vamos pra cima, mas precisamos de você, jogador. Sem seu apoio, dificilmente iremos conseguir a tão sonhada classificação para a próxima fase.


Atenção, jogador: não interprete como afronta ou zombaria! Não é nada disso. Nessa luta estamos juntos, torcida e time, na incansável busca por títulos e glória. Coloquem raça e talento em campo, que nós colocamos paixão e alento nas arquibancadas.


O que me diz? Está com a gente? Então bora partir pra cima e vencer, porra! Aqui é Cruzeiro!


GazetaPress
GazetaPress

VAMOS JUNTOS!