A dor de cotovelo da ousadia da diretoria do Cruzeiro para 2018

GazetaPress
GazetaPress

Cruzeiro foi audacioso no mercado, contratou bem e pontualmente, desfez de uma barca, e vem forte para a temporada 2018


​A fórmula não é nova e é sempre utilizada. Na verdade, bastante utilizada. Raul Seixas já cantava 'que se agora pra fazer sucesso, pra vender disco de protesto, todo mundo tem que reclamar'.

Está cômico o incômodo que jornalistas de veículos cariocas e paulistas estão tendo com as movimentações do Cruzeiro no mercado da bola em 2018.


ESPNFC.com.br | Um Fred no Cruzeiro incomoda muita gente


Talvez estejam impressionados com a atitude e com os bons negócios feitos por uma diretoria recém-eleita. Será que eles esperavam um bando de capiais, com um chapéu na cabeça e pedaço de mato no canto da boca, usando camisa xadrez e uma calça jeans furada, contratando uma barca de jogadores?


Não que não se possa cobrar, fiscalizar e questionar o trabalho dos clubes. Isso pode e deve ser feito. Toda crítica construtiva e investigativa, desde que não levada em excesso pela paixão, deve ser ouvida.


ESPNFC.com.br | Cruzeiro começa 2018 com uma das melhores janelas de transferências dos últimos anos

O que não dá para aguentar e ficar vendo e ouvindo, em todos os noticiários esportivos, são matérias que ficam abordando as contratações e negociações do Cruzeiro de forma negativa, crítica e clubista. Chega a ser uma falta de respeito para com a instituição e a torcida do Cruzeiro.

Por exemplo, o Cruzeiro ter de pagar (ainda não tem nada certo) R$ 10 milhões pela contratação do maior artilheiro da década. Isso é um absurdo, inaceitável e irresponsabilidade. Já o São Paulo pagar R$ 10 milhões por um atacante vagalume, tá de boas.

Não sou infantil ao ponto de pensar que se falam assim do Cruzeiro, tem que falar também do time A, time B e time C. Só questiono que as pautas do dia poderiam focar também o lado esportivo, futebolístico, técnico, tático, e menos de mimimi.



Muitos estão pegando no pé do Mauro Cezar por ter questionado de onde o Cruzeiro, que até o começo do ano estava com salários atrasados e com um aumento monstruoso da dívida na última gestão, teria arrumado dinheiro do dia para a noite para acertar a casa e ainda contratar. O nosso vice-presidente veio a público e escancarou essa sangria. Quando o Itair falou, os mesmos que hoje execram o Mauro, aplaudiram o dirigente. Incoerente, não?


Mas, nesse caso, o Mauro Cezar está fazendo o serviço dele de comentarista esportivo e um favor à torcida. Lembra quando falavamos que um dia a conta iria chegar para o time do lado gelado da Lagoa da Pampulha, mas que ninguém da mídia comentava?


A diretoria celeste tem que ser responsável com os gastos do clube e o conselho fiscal tem que avaliar e fiscalizar a saúde financeira do Cruzeiro.


Por isso, torcida celeste, temos que saber distinguir as informações e questionamentos das meras opiniões clubistas.



Mas, como disse o Kalil Indelicada, no Twitter, sabe por que o Cruzeiro incomoda tanto quando faz bons negócios, acerta nas contratações e vem forte na temporada? Porque quando o Maior de Minas vem assim, sabem que a soberania Rio-São Paulo pode ser ameaçada. Não é à toa que somos a única equipe fora do eixo a conquistar o Brasileirão na época dos pontos corridos.


Como eu escrevi em outro post, um Cruzeiro incomoda muita gente...