O misto do Cruzeiro é melhor que 80% dos times da Série A do Brasileirão

Cristiane Mattos/Cruzeiro/Lightpress
Cristiane Mattos/Cruzeiro/Lightpress

Cruzeiro segue sobrando no Mineiro e não dando chances aos adversários


No passeio do Cruzeiro contra a URT, o Maior de Minas começou a partida com Fábio no gol; Romero e Hermes nas laterais; Dedé e Digão na zaga; Lucas Silva, Bruno Silva, Mancuello e Thiago Neves na meiuca, e lá na frente com De Arrascaeta e Rafael Sóbis. Meus deus! Que equipe é essa?!


Me siga no Twitter: @frankmartins


E pensar que essa não é a nossa formação ideal nem a mais forte! Mas mesmo assim, não tenho problema em afirmar, categoricamente, que esse time misto que entrou em campo, pela décima rodada do Mineiro, é melhor que 80% dos times que vão disputar a Série A do Brasileirão.


Mais ainda, dou nome aos bois. Esse time alternativo do Cruzeiro fica pau a pau com os times do Flamengo, Palmeiras, Corinthians e Grêmio. O resto nem se compara. E quem discordar que prove o contrário!


Sobre o jogo, não há muito o que falar. A disputa foi ganha ainda no primeiro tempo. Sóbis abriu o placar aos 18 minutos de jogo. Arrascaeta, aos 24, ampliou. E antes do intervalo, aos 42, Thiago Neves fez o terceiro gol do Cruzeiro.


Cristiane Mattos/Cruzeiro/Lightpress
Cristiane Mattos/Cruzeiro/Lightpress

Com moral e com a braçadeira de capitão, enquanto teve pernas para correr Thiago Neves foi mais uma vez o maestro do time e ditou o ritmo no Cruzeiro em campo


Foi bonito de se ver esses 45 minutos celestes. Com destaque para o Sóbis, que além do gol, deu duas assistências e em um outro lance de ataque fulminante da equipe azul, não foi fominha e deixou o TH30 na cara do gol, que chutou à esquerda da trave.


Melhor partida dos últimos tempos do Sóbis com a camisa azul. Será que a especulação de uma saída dele do time tem alguma relação com esse bom rendimento?


Gostei também que o time do Cruzeiro foi agudo. Buscava jogadas rápidas pelas laterais, tabelas e toque de bola ligeiros pelo meio, marcação em cima, e uma vontade de ganhar que só os campeões têm. As constantes trocas de posições do Sobis, Thiago Neves e Arrascaeta acaba com qualquer defesa. E dando ênfase ao meio de campo criativo e laterais que dão auxílio, das 21 finalizações que o Cruzeiro realizou no 3 a 0 contra o URT, 16 tiveram assistências.


Com a fatura liquidada, o segundo tempo foi apenas de bola tocada para um, tocada para o outro; e para o Mano fazer algumas experiências como colocar o Romero na sua posição de origem e ver como que o time funciona com a trinca Robinho, Sóbis e Raniel.


Outro destaque fica para os 45 minutos do Dedé em campo. Um líder dentro de campo. O camisa 26 correu muito, marcou bem os defensores, não deixou passar nada por cima, e ainda teve uma grande chance no segundo tempo de fazer um gol. Sem problemas, Dedé. O que é seu está guardado!


Ainda falta um pouco até o próximo jogo da Libertadores contra o Vasco. Com isso, o foco agora fica sendo mesmo o recorde de vitórias no primeiro turno do nosso querido Ruralzinho. E uma coisa que ninguém pode reclamar é que esta pré-temporada que o Cruzeiro faz no Mineiro está sendo muito bem aproveitada. Ahhhh, como está!