Aos poucos, Bruno Silva vai conseguindo seu lugar no Cruzeiro

Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Gol e vitória que vão além dos três pontos para o Bruno Silva


A torcida do Cruzeiro é incrível quando a questão é apoiar. Está comparecendo ao estádio, canta, vibra, está aumentando sua presença digital e se empenha junto com o time. Mas ela também, quando fica de birra de algum jogador, é um Deus que nos acuda.


O último que foi pego para Cristo no time celeste foi o Bruno Silva. Vindo do Botafogo por R$ 5 milhões e com uma alta expectativa devido à bola que ele jogou na temporada passada, o volante não fincou seu lugar na equipe titular.


Tiveram problemas físicos e depois o de adaptação mesmo no time. Mano o colocou, na maioria dos jogos, como primeiro volante e até como um ponta pela direita em vários momentos no Mineiro.


Mas, assim como o futebol de todo o time melhorou após os jogos de volta no grupo da Libertadores, o do Bruno Silva também apareceu.


Na partida contra o Racing, ele entrou na segunda metade do segundo tempo e deu conta do recado. Nos primeiros lances, ele deu uma derrapada, mas estava frio enquanto a partida estava a mil.


A partida contra o Santos pode marcar a tão sonhada arrancada que a torcida azul quer ver no Brasileirão como uma nova página da passagem do Bruno Silva com a camisa do Maior de Minas.


Se o Bruno Silva não é titular do time do Mano neste momento é porque a disputa é grande e o nosso elenco é qualificado. Mas isso não quer dizer que ele não seja importante para o Cruzeiro.


A temporada é longa e estamos em três competições. Um jogador forte, habilidoso, que chuta forte e ainda ajuda na bola aérea como o Bruno Silva, saindo do banco ou começando como titular, ajuda demais.


No Botafogo ele chegava bem à frente. Era quase um terceiro homem do meio de campo, mas com liberdade para atacar.


Não diria que a torcida tem que ter paciência com ele, mas reconhecer o trabalho e empenho juntamente com as escolhas técnicas e táticas pedidas pelo treinador.


O próprio Mano falou que o excesso de “férias bem vividas” por parte de Bruno Silva o prejudicou no começo deste ano (ele teve um acidente doméstico no Carnaval que provocou um corte no pé direito).


Todos os atletas estão tendo chances e momentos para mostrar seu futebol para o técnico e para a torcida. Espero que o Bruno Silva saiba aproveitar as oportunidades. Assim como também espero que a torcida não fique de marcação com ele.