Nem o milagre chamado “gol do Marlos Moreno” bastou para o Flamengo

Existem duas leituras viáveis quanto ao empate de hoje entre Flamengo e Palmeiras, em pleno Maracanã.


A primeira é a leitura da oportunidade perdida. O Flamengo, que precisava diminuir uma diferença de 4 pontos para o líder do campeonato, enfrentou esse líder dentro de casa, num Maracanã lotado, e perdeu a chance de vencer e reduzir para um ponto essa distância. Perdeu nas seguidas falhas de Pará, um jogador que não apenas não deveria mais poder vestir a camisa do Flamengo em partidas oficiais como talvez devesse ser proibido até mesmo de ter uma em casa. Perdeu nos erros infantis de passe no meio de campo, que transformaram jogadas fáceis em contra-ataques adversários. Perdeu na chance de gol desperdiçada por Paquetá, que poderia ter mudado o rumo da partida e do campeonato.


O Flamengo poderia ter colado no Palmeiras, o Flamengo poderia ter garantido uma boa vitória, o Flamengo poderia ter colocado fogo no Brasileirão. Mas ele não fez isso, ele conseguiu apenas um empate, manteve a distância de 4 pontos e agora tem um caminho bem mais complicado pela frente, que depende de tropeços do Palmeiras, vitórias fora de casa e outras combinações de resultado. Em suma, o que já não era fácil agora está ainda mais difícil.


Mas existe outra leitura, é claro. A leitura de que sim, o Flamengo empatou, claro, o resultado não é o ideal, óbvio, o caminho está mais complicado. Mas Marlos Moreno fez um gol. Sim, Marlos Moreno, o atacante que não marcava há 66 jogos, que não deixava o seu há dois anos, o homem de frente que parecia só ter alguma chance de balançar as redes durante sua carreira caso largasse o futebol para se tornar pescador, finalmente não apenas fez o gol do empate como deu um lindo passe para o que seria o gol da virada, aquele desperdiçado por Paquetá.


Site Oficial Flamengo
Site Oficial Flamengo

Marlos Moreno foi o herói improvável de uma noite em que muita gente tentou ser vilão


E se Marlos Moreno fez um gol, amigo, então qualquer coisa é possível. Se Marlos Moreno fez um gol você pode conseguir aquele emprego que você sempre sonhou, você pode chamar pra sair aquela pessoa que você sempre achou que era areia demais pro seu caminhãozinho. Se Marlos Moreno fez um gol os seus números da mega-sena podem ser sorteados, a sua avó que tá de cama pode virar triatleta, o seu candidato que tá atrás na pesquisa pode vencer. Num mundo em que Marlos Moreno fez um gol a linha que separa o possível do impossível deixou de existir e somos limitados não pela realidade ou pelas leis da física mas sim pelo tamanho dos nossos sonhos.


Num mundo em que Marlos Moreno fez um gol e quase deu uma assistência 4 pontos de vantagem não são nada. E nós hoje vivemos nesse mundo.


Então, claro. Existem motivos para raiva, revolta e frustração. Jogamos fora dois pontos, seguimos sem laterais, mais uma vez vacilamos dentro de casa. Mas existem motivos pra acreditar. Nem que seja apenas porque, se você for pensar, o Flamengo ser campeão é algo muito mais comum do que um gol do Marlos Moreno. E esse gol acabou de acontecer.