Flamengo: o Renato diz que te ama mas não quer namorar com você

E aconteceu de novo. Após um flerte mais do que público, que envolveu desde declarações de amor do treinador pelo Flamengo até informações de que ele seria a primeira opção tanto da chapa da situação quando da oposição - uma espécie de “norvana” que uniria todas as tribos do clube - Renato Gaúcho mais uma vez renova seu contrato com o Grêmio, deixando para o as possíveis novas diretorias a tarefa de buscar alguma outra solução já que seu “plano a” foi totalmente para o espaço.


E isso é uma surpresa? Se formos ser sinceros, não exatamente. Primeiro porque Renato fez exatamente a mesma coisa no começo do ano, quando foi cotado para comandar o rubro-negro e, após se dizer apaixonado pelo Flamengo, mandar nudes pro Flamengo durante a madrugada e convidar o Flamengo pra ver sua coleção de vinis e tomar um vinho tinto, informou que iria continuar no Grêmio.


Depois porque, se formos ser racionais, ficar no Grêmio é provavelmente a decisão mais sensata para Renato. Com um projeto de seleção brasileira que depende apenas de um tropeço de Tite, valeria a pena para o ex-jogador abandonar um clube onde é ídolo, tem o presidente totalmente do seu lado e já ganhou títulos o bastante para garantir uma boa tolerância diante de qualquer percalço, para ir se aventurar num Flamengo comandado por uma nova gestão e que provavelmente viverá uma pressão tão grande por títulos que qualquer tropeço na Taça Guanabara já vai virar pretexto pra chamada "crise na Gávea"? A não ser pra nós flamenguistas, a resposta provavelmente é não.


Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Amiga, esse homem é bonito mas ele só te ilude, não fica dando atenção pra ele


E somando a isso o fato de que o Flamengo sem se mostrando nada eficiente em contratar Renato mas muito eficiente em valorizar Renato - fica muito mais fácil pedir um aumento para o seu atual patrão quando você tem toda a mídia falando sobre quanto seu possível novo chefe quer te dar - e temos um cenário em que claramente é muito mais vantajoso para o gaúcho continuar no Grêmio e usar o Flamengo para conseguir seguidos ganhos salariais do que efetivamente vir para a Gávea e ter que ensinar o Pará a cruzar, ainda mais depois de já ter tido que reabilitar Cortêz e dar as vitaminas e os remédios de Léo Moura toda manhã.


A recusa de Renato é então a primeira reviravolta no que pode ser a temporada 2019 do clube de maior torcida do Brasil. Afinal, Abel Braga, que antes era a segunda opção de ambas as chapas se tornou nesse momento a única rota de salvação possível, uma rota que talvez o Flamengo possa já ter perdido, já que o Santos também abordou o treinador e Abel, homem íntegro que sempre se mostrou, pode acabar preferindo o clube que o tratou como prioridade e não o clube que disse “chamei essa outra pessoa pra sair, mas fica em casa que se ela disser não eu te ligo”.


E diante desse contexto, qual cenário pode estar começando a se desenhar na Gávea? Sim, a permanência do treinador tapa-buraco Dorival Jr. Afinal, Dorival, é um grande treinador? Não é. Tem um histórico de grandes conquistas? Não tem. Mas se o Flamengo não conseguir assinar com nenhum técnico de ponta e precisar se lançar num mercado recheado de Neys Francos, Jaires Venturas e Adilsons Batistas, nosso atual professor, com seu alto aproveitamento na reta final do Brasileirão e o fato de ao menos já conhecer o elenco, acaba se mostrando a opção mais viável e racional para começar a temporada 2019.


Vai ser promissor começar mais um ano não com o técnico que o clube quer ou merece mas sim com o que ele conseguiu arranjar? Claro que não. Mas tal qual um mocinho ou mocinha de comédia romântica pode ser que o Flamengo acabe tendo que aceitar que a melhor solução pra ele não é a pessoa bonitona lá fora mas sim a pessoa com cara de boba que estava do lado dele o tempo todo.