Fluminense: time sem ambição não levanta taças, coleciona fracassos

Em 2008, o Corinthians estava na Série B e financeiramente destruído. O que a sua administração fez? Ficou discursando sobre austeridade financeira? Foi buscar jogador no Globo (RN)? Do Atibaia?


Não. Foi buscar um certo Ronaldo. Gordo, bichado, quase aleijado. Investiu em marketing. Chamou a torcida, que comprou o barulho.


Noves fora os apoios que o clube teve, inclusive estatais, soube aproveitar uma Copa do Mundo e os momentos adversos pensando como deve ser, como time grande que é.


Gazeta Press
Gazeta Press


Hoje, dez anos depois, esse mesmo Corinthians é heptacampeão brasileiro. Isso depois de outros dois Brasileirões, uma Copa do Brasil, uma Libertadores, um Mundial, um CT e um estádio.


E por que estou falando do Corinthians num blog do Fluminense? Porque o Tricolor de hoje é o Corinthians destruído de 2008 com discurso diferente, o que o fez derrotado essa noite e nos últimos cinco anos.


Parabéns ao Corinthians! Merecidamente campeão brasileiro de 2017.


Ao Fluminense, o que lhe cabe: aprender, definitivamente, que times grandes sem ambição não levantam taças, colecionam fracassos.