Uma derrota que escancara defeitos gritantes no Grêmio

Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Renato tem muitas mudanças a fazer, que pode conflitar com jogadores de sua confiança


O Grêmio está vivíssimo na disputa, cabe dizer, mas a derrota de 2 a 1 para o Estudiantes, pela Libertadores, escancarou defeitos óbvios, que já haviam aparecido na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, mas que agora saltaram aos olhos e precisam ser corrigidos. São três pontos centrais que engessam o Grêmio.


A começar pelos volantes. Maicon é um monstro. O capitão faz o jogo andar, tem qualidade no passe, criatividade e velocidade nas triangulações. Sem ele, o time perde muito. Mas Maicon não é jovem e sequer veloz. Quando tinha Arthur ao seu lado, um craque hors concours, jovem, técnico e marcador, o Grêmio viveu sua melhor fase no ano, porque seus estilos casavam e Arthur cobria todos os espaços, do meio à lateral.


Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Maicon é o principal articulador do Grêmio, mas precisa de vigor ao seu lado


Com Cícero, outro veterano e com pouco vigor, Maicon não tem a cobertura que necessita, fazendo o Grêmio ficar exposto e rapidamente cansado, além de fazer o time ter uma transição muito lenta para o ataque. A solução poderia ser novamente da base. Matheus Henrique deu aula de futebol contra o Flamengo, no sábado, pelo Brasileirão, mas o jovem não foi inscrito na Libertadores. Michel, titularíssimo na conquista do tricampeonato continental em 2017, ainda está afastado de uma lesão que parece intratável. Agora resta a Jaílson, um jogador que não tem a mesma qualidade no passe de Cícero, mas que é jovem e vigoroso, e que já foi titular do time em momentos importantes, inclusive na final do Mundial, contra o Real Madrid.


O segundo ponto são os laterais. Na direita, Leo Moura tem uma qualidade ofensiva imensa, mas é o mais velho do elenco, fazendo 40 anos em outubro. Leo Moura não tem mais fôlego e pernas para aguentar 90 minutos intensamente. O excesso de cobertura que Ramiro tem de fazer na lateral direita desgasta o próprio volante/ponta gremista, que não vive boa fase. Na reserva, Leo Gomes, um jovem veloz e com ótimo cruzamento, mas que parece ainda faltar cancha para partidas grandes. Resolvendo o problema dos volantes, com a entrada de Jaílson, por exemplo, Leo Moura já tem um desafogo com alguém a cobrir seus espaços.


Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Marcelo Oliveira está muito abaixo de Bruno Cortez


Na esquerda, Marcelo Oliveira não compromete, mas não acrescenta nada. É um jogador tapa buracos, que fecha seu lado e não oferece nenhuma opção de ataque e jogadas de linha de fundo. Nesta posição, Cortez é titular absoluto e indiscutível. Com Cortez em campo, a dinâmica de jogadas pelo lado esquerdo muda completamente, da defesa ao ataque.


O terceiro e último ponto é o ataque. A camisa 9 gremista é um poço de dúvidas, mas carteiraço e preço na contratação não podem definir o centroavante titular, quem deve atuar é aquele que está melhor. Neste momento, Jael deve ser titular do Grêmio, sem dúvidas. Contra o Estudiantes, André perdeu dois gols feitos, cara a cara com o goleiro. Já Jael, pelo empenho que vem mostrando ao entrar e principalmente pela partida sensacional que fez contra o Flamengo no último sábado, já o credencia à titularidade.


Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Limitado e empenhado, Jael é o centroavante que vive melhor fase no Grêmio


Especificamente contra o Estudiantes, algumas observações: apesar de não ter ido bem, Pepê substituindo Everton foi um acerto de Renato, visto que é o único com as características de Everton com a capacidade de cobrir a lateral esquerda. Marinho seria o substituto ideal, mas com Marcelo Oliveira na lateral e sem aptidão para marcação, talvez Marinho não fosse a melhor opção.


Douglas voltou e ao contrário do que muitos pensam, vejo o Camisa 10 bem fisicamente, ágil em campo e tentando jogadas ousadas. Ao Douglas falta ritmo de jogo, que o faz errar passes simples, inimagináveis em outros tempos. Entrando no lugar de Luan, que saiu lesionado, Douglas fez o que pôde e mostrou que ainda pode render pelo menos como um reserva de luxo.


Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Kannemann fez o gol do Grêmio, dando vida ao time para a partida da volta


Uma situação curiosa na partida ocorreu pouco antes de Douglas ingressar em campo. Perdendo de 2 a 1, Renato chamou Jaílson, mas não indicou quem sairia – se o colocaria na zaga, para substituir Kannemann amarelado, o que seria plausível, ou se o colocaria em sua posição, reforçando a marcação. Com a lesão de Luan, Jaílson acabou não entrando, porém é estranho que Renato chamasse o volante pra ingressar em campo em uma derrota precisando atacar, mas não havia chamado para segurar jogo numa vitória, contra o Flamengo, nas quartas de final da Copa do Brasil, e que fora apontado como principal erro do treinador na partida.


Sabe-se que o Grêmio terá de mesclar seus jogadores para atender a três competições de altíssimo nível ao mesmo tempo, mas creio que o que falte para a engrenagem do time andar é que tipo de mescla será essa. Jogadores como Maicon e Cícero não podem atuar lado a lado e isso é apenas um exemplo do que não deve ser feito. O Grêmio segue vivo na disputa de todos os campeonatos, mas a derrota do Estudiantes escancarou defeitos gritantes que precisam ser corrigidos urgentemente, não importando que time entrar em campo.