Como no gramado, a Inter está empacada no mercado

Getty Images
Getty Images

Ranocchia, o único zagueiro reserva e substituto de Miranda, jogou contra Lazio e Fiorentina com estiramento no abdômen


Nagatomo, Santon, Skriniar e Dalbert. Assim a primeira linha da Inter terminou a partida contra a Fiorentina no último sábado, válida pela primeira rodada do segundo turno da Serie A. Os titulares Cancelo e Ranocchia tiveram que ser substituídos no segundo tempo, ambos por problemas físicos. O empate sofrido aos 91 minutos saiu justamente em cima de Santon, improvisado no centro da defesa, que acabou antecipado por Simeone.


Não é recente o problema de quantidade no setor defensivo interista. Além da baixa qualidade técnica, Spalletti tem poucos jogadores disponíveis principalmente para o centro da defesa, enquanto as laterais estão bem servidas - em quantidade. Tudo isso foi apontado no último verão, mas novamente os dirigentes empurraram a situação com a barriga, alegando que além de Miranda, Skriniar e Ranocchia, D’Ambrosio poderia jogar como zagueiro e o jovem Vanheusden foi integrado ao time principal.


Getty Images
Getty Images

Titulares, Miranda e D'Ambrosio já desfalcam o time há um mês e são dúvidas contra a Roma


Acontece que Miranda e D’Ambrosio se lesionaram contra o Sassuolo - antes do Natal. O brasileiro tem um problema na panturrilha da perna direita e é dúvida para a partida contra a Roma, no dia 21. Já o italiano sofreu uma lesão no ligamento colateral medial da perna esquerda e retornará em fevereiro. Apesar da pausa de duas semanas no campeonato, ambos seguem treinando na Pinetina. Some a isso ainda a grave lesão de Vanheusden no ligamento cruzado do joelho esquerdo, com previsão de volta entre março e abril.


Achou pouco? Ranocchia tem jogado há duas semanas com um estiramento no abdômen - se sacrificou contra a Lazio e sofreu até ser substituído contra a Fiorentina -, Santon tem um problema crônico no joelho esquerdo e Nagatomo estava com febre alta no último sábado. Hoje, Skriniar, Cancelo e Dalbert são os únicos defensores que não têm lesões. O zagueiro Lombardoni, capitão do sub-19 campeão da Supercoppa italiana nesse domingo, chegou a ser agregado ao time principal em dezembro, mas não foi utilizado até então.


Além da queda técnica e psicológica, acumulando todos os últimos tropeços humilhantes e a sequência de sete partidas sem vencer, a Inter ainda convive com todos esses problemas físicos. Contudo, mais uma vez a diretoria faz vista grossa e nem mesmo as recentes declarações de Spalletti mudaram a atitude de Ausilio nos microfones. O diretor esportivo também é refém dos seus chefes, que mantêm a postura de austeridade no mercado por causa do Fair Play Financeiro e limita consideravelmente as opções para reforçar o elenco.


Getty Images
Getty Images

Bastoni, capitão da seleção italiana sub-18 e atualmente emprestado para a Atalanta, é a opção "caseira" da Inter para a defesa


Hoje se fala muito no interesse em De Vrij, zagueiro holandês de 25 anos da Lazio e que tem contrato até junho, mas como tal, seria uma contratação apenas para a próxima temporada - se é que conseguirão contratá-lo, considerando o interesse do Barcelona ou a própria possibilidade de seguir na capital renovando seu vínculo com os laziali. Com as opções limitadas no mercado, a única alternativa no momento é o jovem Bastoni.


Contratado por 8 milhões de euros no último verão, o italiano de 18 anos formado na Atalanta seguiu em Bérgamo e tem contrato por empréstimo até junho de 2019. A ideia do clube era que o promissor zagueiro continuasse seu processo de amadurecimento no time de Gasperini, mas Bastoni fez apenas uma partida como titular no time principal nesta temporada e jogou sete vezes pelo sub-19, onde a Atalanta é a principal adversária da Inter - ambas lideram o Campeonato Primavera com 30 pontos após 14 rodadas.


A folga de duas semanas veio em boa hora, mas será que os jogadores conseguirão recuperar a condição física e a diretoria reforçará o setor defensivo a tempo? A partida contra a Roma tem um ar decisivo e a equipe ainda precisa secar giallorossi e biancocelesti três dias depois, quando enfrentarão, respectivamente, Sampdoria e Udinese. Pela primeira vez na temporada a Inter poderá sair da zona de classificação para a Liga dos Campeões.


E nem falei sobre o meio-campo, onde há apenas cinco opções, enquanto Candreva, Icardi e Perisic não têm reposições à altura ou pelo menos com a mesma característica...


Getty Images
Getty Images

Não tem cabelo que sobre com tanto estresse, hein, careca?