10 transferências frustradas da Juve nessa década

A saída de Antonio Conte do comando técnico da Juventus acabou por melar a transferência de Juan Iturbe para Turim. De um lado, o clube ofereceu 2 milhões de euros por temporada com contrato de cinco anos. Sem acordo com o Verona, a Roma pagou aproximadamente 30 milhões de euros pelo jogador de 21 anos, que afirmou que "nunca esteve próximo da Juve".


Iturbe foi o último de uma lista nem tão grande assim de atletas que rejeitaram a Velha Senhora nesta década ou que clubes envolvidos não conseguiram entrar em acordo (e também teve James Rodríguez...)


10º William Gallas


Quando: 2011


Getty Images
Getty Images

Era provável que Gallas fosse o novo Boumsong da Juventus, mas acordo melou


Gallas já não era mais um garoto quando a Juventus foi atrás de seus serviços. O zagueiro de 33 anos pediu quatro milhões de euros por ano, após sua primeira temporada como atleta do Tottenham, para jogar na Itália. Juve ofereceria no máximo dois milhões. Em março de 2011, disse ao L’Equipe: “todos diziam que nenhum clube estaria interessado nos meus serviços mas fui eu que recusei muitos convites. Entre as quais a Juventus. Disse não porque a família vem em primeiro lugar e eu queria continuar em Londres”.


9º - Alexis Sánchez


Quando: 2011 e 2014


A Juventus não forçou uma negociação de 35 milhões por Alexis Sánchez com a Udinese. O jogador foi muito importante na campanha que levou o clube à Liga dos Campeões. O chileno, nesta temporada, começou a conversar com dirigentes da Velha Senhora, porém, brecou a transferência quando o Arsenal botou 32 milhões de euros na mesa do presidente do Barcelona. Alexis, então, preferiu atuar na Inglaterra.


8º - Marco Verratti


Quando: 2012


Verratti encantou a Itália jogando pelo Pescara. Jovem, excelente visão de jogo... A Juventus tentou a contratação do garoto de Abruzzo, mas ele próprio vetou a negociação. No começo deste ano, Verratti disse que teria dado um passo atrás se optasse por jogar em Turim – o que tem fundamento, uma vez que ele seria reserva de Pirlo, Vidal, Marchisio e Pogba.


7º - Stefan Jovetic


Quando: 2013


Getty Images
Getty Images

Jovetic não queria necessariamente ir para a Juventus; ele só queria sair da Fiorentina


A Fiorentina, no verão de 2013, confirmou: Stefan Jovetic estava no mercado com preço fixado em 30 milhões de euros. A história de rivalidade entre Juventus e Viola é extensa – data de 1982, com títulos conquistados “no apito”, tensão entre diretorias e transferência de Roberto Baggio – e o que os torcedores da Fiorentina não queriam era ver Jovetic atuando pelo clube bianconero. O time de Florença vendeu o atacante ao Manchester City por aproximadamente 35 milhões de euros.


6º - Sergio Aguero


Quando: 2011


As especulações acontecem até hoje, mas a primeira (e mais sólida) foi no ano de 2011. Durante a disputa da Copa América, a Juventus sondou o Atlético de Madrid por Sergio Aguero. Ele tinha contrato até junho de 2014 com cláusula de rescisão em 52 milhões de euros. Resumo: o argentino foi negociado com o Manchester City.


5º - Robin van Persie


Quando: 2012


“Robin van Persie é da Juventus”. A manchete existiu, muito por conta de Fabio Parisi, agente Fifa, que confirmou o negócio entre bianconeri e Arsenal. Os boatos, no entanto, esfriavam à medida que eram divulgados os valores da proposta: salário de cerca de 900 mil euros por mês, em cinco anos de contrato, e transferência acordada em 88 milhões. Oitenta e oito.


4º - Dimitar Berbatov


Quando: 2012


Getty Images
Getty Images

Envolvido numa briga entre Fiorentina e Juventus, Berbatov ficou na Inglaterra para jogar pelo Fulham


Berbatov fez uma temporada incrível em 2010-11, liderando o Manchester United em gols marcados. A época seguinte não foi tão boa. A Fiorentina, sabendo da vontade do búlgaro em deixar Old Trafford, lançou um contrato e agendou até visita médica. Na última hora a Juventus tentou “roubar” Berbatov. De nada adiantou para ambos os lados, pois o atacante assinou com o Fulham porque, segundo ele, não queria deixar a Inglaterra.


3º - Nani


Quando: desde 2012


A especulação de Nani começou há dois anos, mas só ganhou contornos mais sérios antes a Copa do Mundo no Brasil. A Juventus teria conseguido a liberação de Nani junto ao Manchester United, que chegaria a Turim com contrato de três anos. Conte, porém, não dava aval para a concretização da transferência por conta dos problemas físicos do português.


2º - Edin Dzeko


Quando: 2010


Os 30 milhões de euros pedidos pelo Wolfsburg não seriam um problema para a Juventus. O presidente Andrea Agnelli deu carta branca para investir num top player. Giuseppe Marotta já tratava Dzeko uma contratação mais “fácil e certa” que Krasic. O CSKA Moscou, contudo, facilitou a ida do sérvio para a Juventus. Em 2010, a lei de transferências para extra-comunitários mudou. O Wolfsburg aceitou a proposta, Dzeko deu OK para o contrato, mas a Juve teria de despachar Krasic, já integrado ao elenco, para contratar o atacante.


1º - Arjen Robben


Quando: 2012


Getty Images
Getty Images

"marotta valeu pelo interesse mas to fora abraco (sic)" *enviar para Giuseppe Marotta celular*


Sem valores de transferência e contrato. Arjen Robben, feliz em Munique, rejeitou qualquer tipo de investida da Juventus por... mensagem de texto. Que honra.


Especial: Cristiano Ronaldo


Quando: 2003


Cristiano Ronaldo selou a ida ao Manchester United depois que acabou com um jogo contra os Diabos Vermelhos. Alguns meses antes do amistoso de pré-temporada, a Juventus tinha um acordo pelo português. O ex-diretor bianconero, Luciano Moggi, confirmou que o Sporting havia aceitado a troca de Ronaldo por Marcelo Salas. O chileno viajou a Portugal, conversou com a cúpula dos Leões, mas acabou por assinar seu retorno ao River Plate. Sem um jogador para troca ou 15 milhões de euros, Moggi teve de retirar a proposta por Ronaldo.