'Musical' Juventus comprova: jogar bola é melhor!

Um jogador de futebol não é somente um jogador de futebol: existem os Assou-Ekottos que só querem ganhar dinheiro, os Beckhams que nada importa além de atuar em alto nível, os Neymares que querem dar show em todas as partidas e os Ibrahimovics que fazem fanfarra. 


Getty Images
Getty Images

Quem topa fazer um cover de The Hives?


Atletas e treinadores também têm hobbies musicais. A questão é que, sendo pessoas públicas, algumas performances caem na internet. E nem todas são como as de Ney Franco tocando violão, Petr Cech debulhando na bateria, Massimo Cellino (ex-presidente do Cagliari) liderando a banda Maurilios ou Peter Crouch cantando "Blame it on the boogie", de Michael Jackson.


O bianconero mais recente a ter um vídeo musical divulgado na web foi Fernando Llorente. Ele resolveu cantar no programa espanhol "El Hormiguero", do canal Antena 3. A música escolhida pelo apresentador Pablo Motos foi a disco "Ma quale idea", de Pino D'Angiò. Vergonha alheia.



Por outro lado, o Rei Leão não fez a pior apresentação da Juventus na música. O terzino Paolo de Ceglie, atualmente emprestado ao Parma, é DJ (mas não igual aos ex-BBBs ou sub-celebridades brasileiras) e grande fã de música disco. Em maio de 2013, ele lançou o single "Moving on". Seria bom se não fosse ruim. 



Não sei quem teve a ideia magnífica de colocar todo o elenco para gravar parte do hino da Juventus, em 2005. Buffon, Tacchinardi e Ferrara até que mandam bem, mas Cannavaro, Appiah e, especialmente, Zambrotta não servem para cantar nas salas de karaokê da Liberdade.



Quatro anos antes, o clube aderiu a um projeto social chamado "Un sogno per il Gaslini". A equipe gravou um CD e todo o lucro seria revertido para a reforma da paróquia San Gerolamo di Quarto, em Gênova, adjacente ao Instituto Gaslini, para acolher crianças doentes com suas respectivas famílias. Em 2003, a Juventus foi convidada para cantar no Festival de Música de Sanremo juntamente com um coral de crianças.


Buffon, mais uma vez, deu show, desta vez interpretando "Il mio canto libero", de Lucio Battisti.