20 anos do gol mais importante da carreira de Del Piero

Alessandro Del Piero marcou 289 gols em 705 partidas pela Juventus, de acordo com números oficiais. Mas nenhum gol foi tão importante quanto aquele marcado há exatos 20 anos: contra a Fiorentina, no Delle Alpi. E não foi apenas um gol. Foi um golaço. Super gol. Tento absurdo, maravilhoso, genial.


Tudo isso para um jovem que ainda tinha apenas 20 anos nas costas.


Getty Images
Getty Images

Te aceitamos de volta, Ale


A Juve não conquistava o Italiano fazia oito temporadas e a ânsia pelo título tomava conta do lado preto e branco de Turim. A equipe recebeu a Fiorentina, em casa, no dia 4 de dezembro, na busca pelo líder Parma, naquela 12ª rodada do campeonato. Na terceira posição estava a Viola, recém-promovida da Série B, com a faca nos dentes para rebater as zoações do rival sobre o rebaixamento.


Para a partida, a Fiorentina não teria a presença de Fabrizio Di Mauro. A Juventus estava bastante desfalcada para o confronto: Conte, Baggio, Deschamps, Di Livio, Fusi e Kohler eram as baixas. A situação clichê do futebol foi vista no Piemonte, com a Juve perdendo chances no início da partida e sofrendo na sequência. Peruzzi conseguiu parar a finalização de Batisuta, mas Baiano, na sobra, abriu a contagem. 11 minutos depois, ainda no primeiro tempo, Carbone aumentou a vantagem.


Silêncio.


O técnico Marcelo Lippi, ao fim da partida, afirmou que a Juve não merecia perder por 2 a 0 no intervalo. Faltando 17 minutos para o fim da partida, Vialli marcou o 100º gol dele na Serie A após um cruzamento de Ravanelli. Na sequência, ele empatou a partida.


O momento icônico do jogo aconteceu aos 87 minutos. Del Piero recebeu lançamento de Orlando, em velocidade, com um sem-pulo espetacular venceu Toldo de maneira ainda mais incrível.



O resultado da partida não fez que a Juventus alcançasse a primeira colocação - o topo da tabela só seria de posse da Vecchia Signora na semana seguinte, quando derrotou a Lazio. Contudo, o jogo contra a Fiorentina foi a prova que a equipe precisava para entender que, sim, ela poderia conquistar o título.


Na temporada de 1994-95, a Viola não se recuperou do embate no Delle Alpi e terminou a competição no 10º lugar. Requintes de crueldade de Ale Pinturicchio Del Piero.