Uma lista dos desejos repleta de vira-casacas

A Sky alemã dá a transferência por empréstimo de seis meses de Xherdan Shaqiri para a Juventus como certa. De acordo com a emissora, o clube também tem uma opção de compra do jogador junto ao Bayern de Munique – os valores para o verão giram em torno de 20 milhões de euros.


A especulação não é nova, pois os bianconeri cogitaram esta mesma contratação após a Copa do Mundo no Brasil. A diferença é que o técnico Massimiliano Allegri e o diretor de futebol Giuseppe Marotta falaram publicamente sobre a possibilidade de trazer um trequartista, posição carente no elenco. A verdade é que Giovinco poderia ser esse meia-atacante, porém, ele não conseguiu mostrar uma vez sequer com a camisa listrada a mesma categoria desfilada em dois anos no Parma.


Getty Images
Getty Images

Shaqiri é o atual bicampeão do Prêmio Whey Golden Boy; ele destoaria entre os magricelas da Juve


Confesso que fiquei com inveja do Milan, do companheiro de ESPN FC Rodrigo Moraes. O chefão Silvio Berlusconi soube negociar muito bem a contratação de Cerci por Fernando Torres. O ponta foi cogitado na Juventus antes de assinar pelo Atlético de Madrid. Foi essa transferência em especial que me fez pensar: quais seriam os jogadores dos clubes rivais que gostaria de ver na Juve?


Buffon não é mais um menino - mesmo que se portando como um fuoriclasse debaixo das traves. Storari é um ano mais velho e Rubinho tem 32. É bastante difícil apontar um sucessor do Superman dentro do clube. Os goleiros do time primavera nem conseguem sonhar com uma chance no time principal. Constantino, Kirev e Branescu saíram do clube por conta disso. Vannucchi, titular na última temporada, foi emprestado ao Renate, da quarta divisão nacional. O titular da atual equipe no Campionato Primavera é Giacomo Volpe, de 18 anos. De qualquer forma, tiraria Neto da Fiorentina. Neto, Leali (emprestado ao Cesena)... Baita.


Qualquer um dos dois laterais-direitos do Torino seriam uma boa, porém, Darmian teria prioridade contra Bruno Peres. A Juve tem dois bons zagueiros emprestados (Magnússon e Rugani), além de uma promessa na base (Blanco). A ideia do texto é contratar atletas dos rivais, portanto, arrancaria Romagnoli da Sampdoria e Gonzalo da Viola. A lateral esquerda seria de Regini, também da Samp, sem pestanejar - a única alternativa possível seria Dodô, da Inter.


Acabei de assinar aqui com Barreto, do Palermo, para ocupar a posição de Pirlo. Ao lado do volante estão posicionados Pjanic, da Roma, e Kovacic, da Inter. Por pouco não fechei com Strootman e a Sampdoria pediu demais por Obiang.


As opções para o ataque são fartas: Zaza, Callejón, Gómez, Ménez, Klose, Destro, Toni (por que não?)... Só que acredito que Dybala, do Palermo, e Higuaín, do Napoli, se completariam perfeitamente. Totti, não. Nem Palacio.



_
Curtinhas:


- Allegri descartou Montoya, do Barcelona, para a lateral direita. Nunca se sabe;


- Ramires seria um plano B para o meio de campo - na ESPN;


- Publicações italianas afirmaram que Sneijder e Ben Arfa seriam opções mais em conta que Shaqiri;


- Barzagli tem problemas para se recuperar de uma lesão no tendão de Aquiles. Portanto, o time corre atrás de um zagueiro. As possibilidades são os empréstimos de Vidic ou Rolando;


- Sky Sport Italia publicou que o Porto pediu 1 milhão de euros para liberar Rolando por seis meses mais 6 milhões em caso de transferência definitiva. Juve acredita que ele vale 500 mil + 4 milhões;


- Berardi deve ficar no Sassuolo até o fim da temporada, que pode encerrar o contrato de Zaza - enviando-o a Turim - para diminuir a folha salarial;


- Gabbiadini, emprestado a Sampdoria, está assinando com o Napoli;


- Kramaric, analisado aqui, renovou contrato na última semana com o Rijeka;


- Padoin pode treinar cobranças de pênalti em outro clube. Não importa qual. Motta e Giovinco entram no pacote.