A roupa branca de Zidane

A Juventus tinha embolsado 150 milhões de liras (56,7 milhões de euros) apenas com a transferência recorde de Zinedine Zidane para o Real Madrid. O francês de 212 jogos e 31 gols com a camisa bianconera tinha feito sua última partida pelo clube italiano no Delle Alpi - uma vitória por 2 a 1 sobre a Atalanta.


Em Turim, Zidane conquistou a Serie A, Supercoppa, Intertoto, Mundial de Clubes e Supercopa da Uefa, além de um monte de prêmios individuais.


Na segunda temporada vestindo apenas branco, Zidane reencontrou seu ex-time. O Real Madrid, favorito por eliminar o Manchester United no Old Trafford, enfrentou a Juventus na semifinal da Liga dos Campeões. No dia 6 de maio de 2003, no Santiago Bernabéu, o Real conseguiu uma vantagem na competição. Ronaldo, após tabela com Morientes, entrou na área sozinho para bater na saída de Buffon. A Velha Senhora empatou ainda no primeiro tempo, com Trezeguet. Zidane - (é claro!) - participou diretamente do segundo gol madrilenho: um escanteio que parou no pé esquerdo de Roberto Carlos.



2003 (May 6) Real Madrid (Spain) 2-Juventus...


Na semana seguinte, no Delle Alpi, a Juve fez a partida perfeita da última década. Trezeguet balançou a rede com assistência de Del Piero. Pinturicchio dobrou a vantagem, com ótimo drible para tirar Helguera da jogada. O autor do terceiro gol foi ele, o mito, Nedved. Zidane ainda descontou, mas a Juventus conseguiu tirar o Real Madrid da competição com os 3-1.



Sem revanche


Real e Juve voltaram a se enfrentar na época 2004-05, dessa vez nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Na ida, o mesmo: vitória dos espanhois por 1-0.


Após bater o Siena pela Serie A, a Signora fez um mês de março nota 10, com direito a vitória sobre o Real na prorrogação. O gol não sai da minha memória, pois foi de Zalayeta.