18 meses para brigar com Boca e Tévez

Ao sair da Juventus, Alessandro Del Piero foi questionado pela direção sobre a possibilidade de aposentar a camisa 10. O monstro foi direto: não. Ele queria que outro jogador tivesse a oportunidade de atuar com o mesmo número que outrora o fez feliz em bianconero. Pirlo seguiu o mesmo raciocínio, mas errou: "É impensável que alguém continue o legado dele em breve, porém, estou certo que alguém irá, no futuro".


"Sinto pressão nenhuma, na verdade. Não penso no número", declarou Tévez. Ao ser contratado, o argentino chamou a responsabilidade e vestiu a 10. O atacante está a 18 meses do fim do contrato e já declarou que deseja retornar ao Boca Juniors após o término do vínculo com a Juve. A fase, é óbvio, faz a diretoria italiana pensar (leia-se: implorar) pela renovação.


De fato, o tempo é um pouco mais curto. Tévez pode assinar um pré-contrato com qualquer clube a partir de janeiro de 2016.


Getty Images
Getty Images

Carreira de Tévez teve altos e baixos; na Juventus, somente altos


Atualmente, Tévez se preocupa apenas com uma coisa: o número de gols dele. E a cobrança, por enquanto, ajuda a Juventus na conquista de vitórias: são 24 tentos somente nesta temporada, sendo seis na Liga dos Campeões. Nem na melhor época continental, vencendo o campeonato de 2007-08 com o Manchester United, o argentino conseguiu uma marca tão expressiva.


Cada peça no esquema flexível do técnico Massimiliano Allegri tem sua importância. Chiellini, quando não está no chão, tem atuações mais do que sólidas. Pereyra, reserva, conquistou espaço na equipe após lesões variadas no meio de campo. Pogba, Pirlo, Buffon: fundamentais. Se o treinador ainda tem dúvida sobre o outro atacante, Tévez é o homem-gol nos dois últimos anos. 


A Juventus não pode perder a principal referência ofensiva assim, de mão beijada. Foram pouquíssimas, as partidas, que Tévez teve um rendimento abaixo do esperado desde que chegou a Turim. Seria complicado demais repor o atacante. O problema é que Tévez terá 32 anos quando o contrato expirar. O preço de revenda, com uma renovação, teoricamente irá cair no ano seguinte. Mesmo se fechar, ele terá de receber mais 4,5 milhões de euros em salários? 


Em campo, não tenho dúvida que o Apache faria bonito se continuasse, ao menos mais um ano na Juventus após o fim do contrato inicial. Um título europeu, o segundo da carreira, talvez afastasse e colocasse um ponto final na história entre o clube e Tévez. 


Segurar Pogba por tantas outras épocas é uma situação completamente diferente, porque o francês reconhece o futuro dele em bianconero. Tévez é um excelente profissional. Cansou de mostrar que nasceu realmente para jogar bola. Entretanto, a data para retornar à casa - e ao Boca Juniors - está chegando. Junho de 2016, eventualmente.