A vice Juventus: 1998 foi uma sacanagem

Juventus 0 x 1 Real Madrid


A partida entre Real Madrid e Juventus era tida como a final dos sonhos. Pela imprensa, pelos torcedores e pelos ídolos, como o madrilenho Alfredo Di Stéfano. A disputa que seria realizada em Amsterdã, na Holanda, colocaria frente a frente indubitavelmente as duas melhores equipes do continente.


No início da campanha de 1997-98, os críticos duvidavam da parceria entre Alessandro Del Piero e Filippo Inzaghi - pois Christian Vieri havia sido vendido ao Atletico de Madrid por 34 milhões de euros. Eles acreditavam que a dupla era leve demais para atuar desde o minuto inicial em todas as partidas. A parceria, no entanto, resultou em 59 gols na época.


Getty Images
Getty Images

Mas se o assistente tivesse marcado o impedimento de Mijatovic...


Duas triplettas foram muito importantes na competição continental. Após avançar na fase de grupos como o vice dos segundos melhores colocados - com três gols a mais de saldo em comparação ao PSG -, a Juventus precisaria encarar o Dinamo Kiev. A equipe com Andriy Shevchenko, Serhiy Rebrov e Oleksandr Shovkovskiy arrancou um empate em Turim. Na Ucrânia, o ex-atacante da Atalanta não se importou com a friaca absurda, marcou três gols e entristeceu 100 mil torcedores adversários no Olímpico.


Na fase seguinte, Del Piero balançou a rede em três oportunidades na partida de ida, em casa, contra o Monaco. Este jogo ainda foi o maior duelo entre os times na História. Três meses depois, a Itália de Ale, Inzaghi, Angelo Di Livio, Moreno Torricelli e Gianluca Pessotto perderia para a França dos monegascos Fabien Barthez, Thierry Henry, David Trezeguet e dos juventinos Didier Deschamps e Zinedine Zidane. O confronto da semifinal ainda deixou a Juventus com o melhor ataque do campeonato, com 23 gols.


Zidane foi bastante participativo no primeiro tempo ante o Real Madrid, recuando ou centralizando para abrir espaços para Pessotto e Di Livio. Numa das chances, o meia-direita foi lançado atrás de Roberto Carlos, mas não conseguiu cruzar da forma correta. Uma finalização do francês a partir da entrada da área quase passou por Bodo Illgner, na sequência. Em outra, o cruzamento de Di Livio parou nos pés de Zidane, que finalizou em cima de Fernando Hierro.


Real Madrid 1997-98 vs Juventus 1997-98 - Uefa Champions League - Football tactics and formations


Da mesma forma que Del Piero e Inzaghi definiram as partidas anteriores, ambos não tiveram, de longe, uma participação parecida. Pinturicchio foi um dos piores em campo, enquanto Inzaghi perdeu três gols. Antes do gol irregular de Predrag Mijatovic, Pippo praticamente recuou para o goleiro madrilenho em cobrança de falta desviada na barreira e no cruzamento do companheiro de ataque. Com o placar adverso, ele e Davids novamente não concluíram para o fundo da rede.


No último jogo da temporada, o físico mais frágil foi um dos fatores que facilitaram o título do rival. Alen Boksic e Vieri fizeram falta para a primeira equipe a perder finais consecutivas do torneio.


_

_
Leia mais:


A vice Juventus: como eles perderam em 1997?