Mandragora e a nova geração de meio-campistas da Juve

O frio do inverno piemontês está presente no mercado juventino. A única contratação confirmada foi a de Rolando Mandragora, meio-campista de 18 anos emprestado do Genoa ao Pescara. As aparições na seleção italiana sub-21 aumentaram o valor dele, pois o jogador altamente técnico custou 7 milhões de euros (além de outros 7 milhões de euros em bônus). Assinar com este jovem evidencia que o clube segue em busca de um Marco Verratti para chamar de seu.


Tirar Verratti do Pescara em 2012 era o que a diretoria mais queria naquela janela. Sabia, também, que ele evoluiria com a ajuda de Andrea Pirlo e Claudio Marchisio. No futuro (leia-se na atual temporada), ele seria o titular indiscutível no meio de campo. Outro verdadeiro bianconero com potencial para fazer carreira em Turim.


Uma pena para a Juventus que Verratti não queria ficar na reserva durante esse período - foi por essa razão que assinou com o PSG. Desde então, os diretores Giuseppe Marota e Fabio Paratici buscam um atleta da mesma posição e com potencial parecido. Mandragora segue os mesmos passos de Stefano Sturaro, outro ex-Genoa. Alguns veículos da mídia insistem em dizer que o novo volante, que fechou vínculo até 2021, é esse novo Verratti. O estilo de jogo do moleque de 1,83 m se assemelha ao do companheiro do italiano na França: Thiago Motta.


Getty Images
Getty Images

Mandragora fica na Serie B até o fim da temporada


O camisa 4 aí de cima foi protagonista defensivo no time primavera genovês em 2013-14. A estreia na Serie A aconteceu temporada passada, com 17 anos, exatamente contra a Juve. Mandragora era um dos jogadores mais adorados pelo técnico Gian Piero Gasperini, atuando no centro do 3-4-3. Ao ser repassado ao Pescara, Massimo Oddo seguiu permitindo que o atleta canhoto criado na escola de futebol Mariano Keller, em Nápoles, tivesse liberdade a partir do centro do 4-3-1-2. 


Na época corrente, Stefano Sensi, nascido em 1995, conseguiu marcar três gols e deu assistências pelo Cesena. Ele permanece na Emília-Romanha até junho. Contratado pela Juventus, o especialista em bolas paradas integrará o Sassuolo a partir da próxima temporada. O negócio se assemelha bastante aos de Simone Zaza e Domenico Berardi. A Juventus ainda monitora o argentino Giovani Lo Celso, 21 anos, do Rosario Central, e o trequartista italiano Gaetano Castrovilli, do Bari - este último seria para se juntar ao time primavera.


O jornal “La Stampa” fez um levantamento a partir dos dados do Centro Internacional para Estudo de Esportes e dos balanços financeiros de Juve, Roma, Napoli, Inter e Milan. Desde 2010, os bianconeros gastaram 94,9 milhões de euros em jogadores com menos de 22 anos - o valor equivale a 21,9% do montante de transferências. A pesquisa mostra apenas os atletas que foram integrados ao plantel principal. Roma e Inter bancaram ainda mais (quase 150 e 105 milhões de euros, respectivamente).


Falando em Roma, os investimentos foram possíveis devido ao faturamento de dois jovens. Os giallorossi lucraram 43 milhões de euros com Marquinhos, ex-Corinthians que ficou apenas um ano na capital, e Erik Lamela. A Juventus busca fazer o mesmo - Kingsley Coman tem valor fixo para ser negociado com o Bayern de Munique após o empréstimo. Ele é um dos jogadores que chegou a Turim a custo zero e pode render 21 milhões de euros. Não vou entrar no mérito de Paul Pogba, mas sabemos que uma centena de milhões é o mínimo para conversar.


Getty Images
Getty Images

Pogba posou com um fã durante a premiação da Bola de Ouro


O clube cimenta a próxima geração da meiuca com Pogba, Mandragora, Sensi, Sturaro e Marco Lemina. Isso porque os jovens da mesma posição que ajudam a líder Juventus no Campionato Primavera não têm grandes destaques - talvez apenas o cipriota Grigoris Kastanos e olhe lá. Quem tem potencial elevado para o meio de campo nem sequer chegaram à última etapa de preparação com o técnico do primavera, Fabio Grosso: o regista Giuseppe Sapone segue no Allevi Nazionale (sub-17), enquanto o trequartista Nicolò Fagioli e o capitão Giuseppe Leone estão no Giovanissimi (sub-15).


Se não for para ter um excelente volante completo, como Sergio Busquets ou Blaise Matuidi, não há razão para investir em qualquer outro para posição (exemplo: Nemanja Matic ou Ilkay Gundogan).


Deixa os garoto brincá (sic).