E o Liverpool vive um sonho

Êxtase! A comunidade vermelha do Liverpool está nas nuvens. Um dia como o de ontem é histórico. Absolutamente especial. E vai ficar guardado em nossos corações.


Semifinal de UEFA Champions League. Em Anfield.


O pré jogo já era um sinal. William Bonner sorria ao ver Jurgen Klopp fazer palhaçadas na coletiva de imprensa, ao apresentar o jornal televisivo de maior audiência no país, na noite anterior ao confronto contra a Roma. Sim, amigos Reds. TV aberta e horário nobre.


A torcida apaixonada acorda apreensiva. De minha parte, meu estômago já dava piruetas nas primeiras horas do dia. Como se concentrar em alguma coisa até a hora da peleja? Tenho medo de uma retranca quando sai a escalação da Roma e vejo 3 zagueiros. Começa logo!


Começou com Karius caçando borboletas e um balaço acertar o travessão vermelho, assustando os 54 mil presentes em Anfield. As bolas longas não faziam efeito. Até o talento se sobressair, e Firmino, em duas jogadas geniais, deixar Mané na cara do gol. O senegalês errou. Mas o rolo compressor inglês já estava ligado. E com isso a aclamação. O país, através da transmissão na TV, e o mundo como um todo constataram o que nosso clubismo fervoroso teimava em negar: temos o Melhor jogador do Mundo do nosso lado. Mo Salah fez dois golaços em 15 minutos. O primeiro, uma obra prima digna de Da Vinci. R2 no ângulo de Alisson. O segundo numa cavadinha. Os 2 com passe de Firmino.


Getty Images
Getty Images

Brasil com Egito: Gênios!


Segundo tempo. Com uma confiança absurda, Salah serve Mané e Firmino para o 4x0. Festa. O Brasil se rende ao egípcio. A timeline do meu Twitter, recheado de renomados jornalistas, grita que Mo é o melhor jogador de bola do planeta. Ou seja, não é exagero da torcida red. Firmino faz o 5°. Mostra para o brasileiro seu valor, que há tanto tempo ja conhecíamos. Meus amigos me perguntam quem eu prefiro na final. Digo que prefiro esperar, porque o Liverpool sempre entrega a rapadura no final. Dito e feito. A Roma diminuiu para 5x2. Mas a vantagem ainda é enorme...


Volto pra casa do trabalho e vejo as pessoas nas ruas falando sobre o jogo. Sobre a retidão de Salah ao não comemorar os gols contra seu ex-clube. Vou na academia com a camisa do Firmino, orgulhoso. E as pessoas vem comentar comigo sobre o jogo, reconhecendo o Liverbird no meu peito.


Visibilidade. Futebol vistoso. Gigantismo voltando. Melhor do mundo de vermelho. A 90 minutos da final.


É, ou não é um sonho?


Que Deus permita que esse sonho tenha um final feliz.


#YNWA #FamiliaQuerida #VemHexa


Vem você também, torcer pelo Hexa na Fanpage Liverpool FC Brasil!