Dessa vez, quero mais

Devo ser um dos caras mais críticos do Liverpool que eu conheço. Se o time perde intensidade e volume por 2, 3 partidas, sou o primeiro a vir aqui soltar os cachorros. Sou crítico e chato, mas não injusto.


Ocorre que vi muitas páginas do Liverpool por aí reclamando do Klopp e descascando o time depois do empate frente ao Arsenal. E discordo delas.
Gostei do time. Jogamos uma partida muito convincente e segura. Um time sólido e consistente que muito raramente vai perder um jogo. Essa, talvez, tenha sido a grande evolução do time do alemão biruta da temporada passada para a atual. Antes, abríamos 2x0 e ficávamos com medo de perder o fio da meada - e consequentemente o jogo e os 3 pontos. E mesmo que tenhamos deixado o Arsenal empatar o jogo no sábado, estamos falando de um grande adversário que tem força para brigar até pelo título. Na Premier 18/19, já ganhamos alguns bons jogos por 1x0...


Getty Images
Getty Images

VVD: valeu cada centavo...


Vi gente dizendo que Klopp precisava por Sturridge no jogo. Discordo. O dançarino não é um velocista, e na velocidade do pega ratão, tivemos chances reais de matar o jogo. Por um acaso (ou alguns) não fizemos o segundo gol que garantiria uma vitória que, se viesse, seria maiúscula. Outros defendem que Shaqiri tinha que ter começado jogando. Discordo outra vez. Quem marcaria o meio de campo criativo dos gunners? Eu? Fabinho fez um primeiro tempo ruim, mas melhorou no segundo. Milner chegou na frente para ajudar e até meteu o gol. E Wij, nesse momento, não pode sair do time, pois está numa vibe muito boa. Além do mais, por mais que o lance era difícil, fomos prejudicados por um gol legítimo que o juiz anulou. E num jogo tão nivelado, um erro assim vale 3 pontos.


Depois de ser mais "meu" Liverpool nas últimas 2 partidas, duas babas mortas (Estrela Vermelha e Cardiff), o jogo contra o Arsenal no Emirates seria um teste de fogo para comprovar a tendência de melhora do time. Para mim, de novo, que reclama até quando o time ganha, os garotos da Terra dos Beatles passaram no teste. Unai Emery também evoluiu o time de Londres, que, tirando Ozil, deixou de ser o time frouxo das temporadas derradeiras de Wenger no comando. O que só mostra que estamos no caminho certo.


Claro que eu adorava as últimas temporadas onde dávamos tapa na cara dos grandes. O time era ruim, mas ganhávamos do City (até os times do Lambert e do Carrol ganharam dos citizens), do Chelsea, do Arsenal... Mas perdíamos para pequenos, o que não nos levava a lugar algum. A sensação de ganhar os clássicos é maravilhosa. Mas a sensação de ter chances reais de título é melhor ainda. E é essa sensação que cresce a cada rodada.


Sei também que será uma briga de foice no escuro. O City passeia, o Chelsea é forte, o Arsenal está bem e o Tottenham é o time competitivo de sempre. United perdeu terreno, acho... Mas em 11 rodadas já jogamos com quase todos os grandes e estamos muito na briga. Só falta o United. E ainda estamos invictos!


Sou exigente. Mas dessa vez vou exigir uma taça, ao invés de 3 pontos contra um grandão.


#YNWA 


Venha acompanhar a luta pela Premier na página mais exigente do Liverpool no Facebook!