Malandro é malandro...

Estamos na mídia. Situação relativamente nova para nós nos últimos anos. É inegável que havíamos perdido um pouco do gigantismo na última década. Com as recentes grandes temporadas que fizemos, com a volta a Champions e a disputa da final na temporada passada, os holofotes se voltaram para Anfield outra vez. Bom, né?


Mas tudo na vida tem seu lado ruim.


As capas de jornais de Madrid hoje, especialmente o famoso Marca, dá como avassalador o interesse de Zinedine Zidane, técnico do Real, por Sadio Mané. Sadio vem de seguidas temporadas boas pelo nosso Liverpool. Umas excelentes, outras apenas boas, mas sempre marcando mais de 10 gols na Premier, fato esse que não é dos mais fáceis.


E ultimamente, Sadio é nosso principal jogador, e principal esperança para chegar as tão sonhadas taças. Está regular, marca jogo sim e outro também. Sua fase atual reflete nos números, já que está disputando cabeça a cabeça a artilharia da Premier com caras como Aguero, Kane e seu parça Salah. Sempre foi decisivo, até nos tempos menos privilegiados. É um cara que, visivelmente, não sente grandes jogos. O fato de ter destruído o Bayern no Allianz há alguns dias não é uma surpresa para os amantes do time vermelho. Ele foi nosso principal jogador também na referida Final de Champions, com uma bola nas redes e outra na trave. Sei que muita gente tem bronca dele, porque ele perde alguns gols inacreditáveis. Mas, seu eu parasse para pensar, hipoteticamente, seriam poucos os jogadores que tem por aí que eu colocaria no lugar do nosso Manézinho.


Getty Images
Getty Images

Manézinho querido destrói o Bayern em Munique, com direito a drible indecente em Neuer...


Além de ser frio feito pedra e decisivo como poucos, Mané tem outro predicado que o faz especial aos meus olhos. Aparentemente, ele é um Red. Ou como explicaremos ele trolando a torcida senegalesa que pedia seu conterrâneo, o excelente Koulibally, no Manchester United. Simples como sua infância, Sadio sorriu para a torcida e colocou o “joínha” para baixo, num vídeo que viralizou. E esta não é a primeira demonstração de carinho e afeto que ele tem pelos vermelhos da Terra dos Beatles.


Arrisco a dizer, hoje, que a boa manutenção do futebol de Sadio é crucial para a gente ainda sonhar com as duas taças que disputamos. Precisamos dos gols de Salah (escassos, ultimamente) e dos passes +18 de Firmino. Mas contamos demais com Manézinho contra o Tottenham, por exemplo, no Anfield, no próximo domingo. Lembrem-se, que o senegalês gosta de jogos grandes – já marcou contra os Spurs em situações piores.


E, Zidane, amigão: segura um pouco. Sei que o Real Madrid é uma grife no Mundo do Futebol, mas vocês não queriam o Hazard? Vão lá, encher o saco do Chelsea e deixa nosso Mané em paz.


Querendo ou não, ele ainda faz parte do trio de ataque mais letal do mundo com Salah e Firmino.


Obrigado por tudo até aqui, Mané!


Venha bater palmas para nosso Manézinho na Liverpool FC Brasil!