Graças a um 'morto muito louco', o City é campeão da Premier League

Antes de mais nada, particularmente eu preciso fazer uma espécie de mea-culpa e dizer que, de uns dias pra cá, nada do que eu tenho tentado ‘prever’ no que se refere ao City tem acontecido.


Na Champions, a expectativa era de dois jogos equilibrados contra o Liverpool. E verdade seja dita, no conjunto da obra, o time de Klopp passou por cima e disparou rumo às semifinais. Além disso, tentei cravar que pegar o Barcelona era um risco e que a Roma era um adversário acessível – e vocês viram como essa história terminou.


Na Premier League, a festa estava toda armada para ser feita no Derby contra o United. Nos primeiros 45 minutos, tudo conforme o planejado. Na etapa final, o que se viu foi uma catástrofe.


Man City
Man City

Enfim, campeão


Então, eis que chegamos a este fim de semana.


Quem poderia imaginar que a vitória maiúscula sobre o Tottenham no sábado (14) em Wembley seria o suficiente para garantir o título da Premier League ao City?


No calor do triunfo sobre os Spurs, escrevi que só uma vitória pra lá de improvável do virtual rebaixado West Bromwich sobre o United em Old Trafford confirmaria a conquista do título ainda neste final de semana.


E não é que aconteceu?


Respirando por aparelhos na Premier League, o West Bromwich arrancou três pontos do United em Manchester com gol de Jay Rodriguez e, de quebra, deu o título de bandeja nas mãos do City.


De uns dias pra cá, apenas o ‘Coragem, Felipão!’ deve ter errado mais do que este que vos escreve. E convenhamos que no caso do referido cidadão, trata-se de um profissional da opinião equivocada.



Curta o Manchester Connection no Facebook



Ser campeão é sempre bom, claro, e o City assim o fez nesta temporada com sobras. Hoje, a vantagem para o segundo colocado é de 16 pontos e, além disso, chegar aos 100 pontos é uma possibilidade palpável, enquanto chegar aos 100 gols marcados parece ser apenas uma questão de tempo.


Mas, por outro lado, não dá pra deixar de lado a ideia de que ser campeão vendo um adversário no sofá não parece ser tão divertido quanto garantir o caneco em campo. Tivesse o United confirmado seu favoritismo contra o WBA, o City precisaria dos três pontos contra o Swansea – e dar à torcida o gosto do título em campo me parece que seria muito mais prazeroso.


Não que o simples fato de ser campeão por si só não seja.


Siga @javierfreitas