Conte deixa a Juventus, e o Milan precisa aproveitar

Hoje a Juventus anunciou a saída do técnico tricampeão Antonio Conte. O efeito deste acontecimento é mais ou menos igual ao que acontece com a minha marmita dentro da mochila enquanto eu vou para o trabalho. Tudo se mistura, nada fica igual e o bife vai para o fundo do pote.


Traduzindo para o futebolês: Sem a Juventus de Conte, a Serie A fica imprevisível e sem dono. E, nesse momento, o Milan pode se aproveitar disso como uma motivação a mais. Afinal, sem um candidato tão forte quanto a Juventus de Conte, as chances de um azarão aumentam.


Claro que os clubes que permaneceram com seus treinadores e foram postulantes ao título da temporada passada permanecem fortes. A Roma de Rudi Garcia, o Napoli de Rafa Benitez, a Fiorentina de Montella e até a Internazionale de Walter "Alec Baldwin" Mazzarri continuarão sendo os favoritos ao Scudetto e as vagas para a Champions League. Até a própria Juventus vai seguir com o mesmo fortíssimo elenco que teve nas três últimas temporadas, apesar de perder o comandante.


Getty Images
Getty Images

Tô sabendo, Conte


E o Milan ? Com bons reforços pontuais e um treinador que além de carismático e admirado por todos, é bem claro em suas ideias sobre tática e aplicação do time, as chances de sucesso são grandes. Claro que Pippo não vai revolucionar o futebol (afinal, 433 variando para um 442 é mais velho que obrar de cócoras), contudo tem uma oportunidade de ouro para encher os milanistas de orgulho, novamente.


Uma vaga na Europa League de 2015/2016 é sim um objetivo palpável nessas circunstâncias. E em 4º lugar na tabela.


- ESPAÇO RESERVADO PARA A ZOEIRA -


A imprensa italiana já escolheu seu nome para sucessão de Conte na Juventus e algumas fontes que pouco erram cravaram que a apresentação dele será em breve. Sim, estamos falando dele. Sim, pode rir, e muito agora. Imagina aquele reencontro com o Pirlo.


acmilan.com
acmilan.com

Siamo noi, bianconeri #DAIDAIDAI